Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O Flamengo será campeão: uma análise diferente

5 de dez de 2009

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Em 1967, segundo revelou cronista esportivo de Porto Alegre, Ortunho, um dos líderes entre os atletas gremistas, viu o "mar verde" no Pacaembu, no último jogo do quadrangular final do Robertão, e disse aos companheiros que, se ganhassem do adversário, haveria um "mar vermelho" em Porto Alegre. O Internacional vencera na véspera o Corínthians por 3X0 e estava à frente dos três rivais. Relata o articulista que um importantíssimo dirigente tricolor em diferentes períodos sentiu alívio com as palavras do lateral esquerdo. O Palmeiras dominou amplamente o primeiro tempo e chegou ao 2X0. O Grêmio descontou de penalidade máxima na segunda etapa. Tirem suas conclusões sobre até que ponto esta situação contribuiu para que o Colorado não fosse o primeiro campeão nacional, não obstante o fato do "esquadrão" de Ademir da Guia e Cia. ser realmente o melhor time brasileiro da época. Ressalte-se que naquele tempo, o ano em que nasci, a rivalidade não chegava a níveis doentios. Como estava construindo o Gigante da Beira-Rio, o Inter jogara as partidas do Torneio Roberto Gomes Pedrosa no Olímpico.

Assim, somando aqui e ali as informações da semana - o tricolor terá oito reservas no Maracanã -, a sorte está selada, e com aquele precedente. O Flamengo já pode se considerar o campeão brasileiro da temporada, a não ser que uma hecatombe aconteça. Espero que o Internacional - que nada tem do que se queixar pelos pontos que desperdiçou, como todos os outros candidatos - assegure o vice. Porém, queria em dois textos comparar um pouco a campanha de ambos, com um olhar específico sobre os confrontos com 14 adversários:

- Os times de maior torcida, fundadores do "Clube dos 13".

- Os times que foram campeões brasileiros, somando-se à amostra, portanto, Coritiba e Atlético-PR.

- O time que veio da segunda divisão com mais surpreendente desempenho, o Avaí, do melhor treinador da competição, Paulo Silas, futuro técnico gremista.

- O time que na Era dos Pontos Corridos já ficou entre os três primeiros, por seu salto de qualidade em termos de estrutura, o Goiás.

Ainda uma observação: considerarei partidas "de rumo alterado pela arbitragem" apenas aquelas que tiveram gols mal anulados ou tentos que deveriam ter sido anulados, mas não foram. Vamos lá, então.

- Contra o Fluminense, uma vitória e um empate. 4/6 pontos.

- Contra o Botafogo, uma vitória e um empate. 4/6 pontos.

- Contra o São Paulo, uma vitória e um empate. 4/6 pontos.

- Contra o Corínthians, duas vitórias. 6 pontos.

- Contra o Atlético-MG, duas vitórias. 6 pontos.

- Contra o Goiás, uma partida de rumo fortemente alterado pela arbitragem: na derrota por 3X2, um dos gols do alviverde deveria ter sido anulado. Veio somente 1/6 pontos, mas poderiam ter vindo 2.

- Contra o Atlético-PR, uma vitória e um empate. 4/6 pontos.

- Contra o Internacional, uma vitória (por goleada) e um empate. 4/6 pontos.

- Contra o Coritiba, uma derrota (por goleada, curiosamente, a maior do campeonato.....) e uma vitória. 3/6 pontos.

- Contra o Avaí, uma derrota e um empate. 1/6 pontos.

- Contra o Cruzeiro, duas derrotas. Nenhum ponto em seis disputados.

- Contra o Santos, duas vitórias. 6 pontos.

- Contra o Palmeiras, uma derrota e uma vitória. 3/6 pontos.

- Contra o Grêmio, uma derrota e.....ao que tudo indica, uma vitória. Seriam 3/6 pontos. Em todo caso, se não somar mais do que um sobre seis, provavelmente o "mais querido" não será o vencedor da competição.

Ou seja, contra os clubes melhor estruturados, com performance surpreendente, e/ou de maior tradição, sobre 84 o Flamengo tende a faturar 49 pontos. Poderão ser 47, uma hipótese quase impossível. Levando em conta que contra o Goiás, na verdade, com arbitragem quase perfeita no primeiro jogo, talvez ocorressem dois empates, o mais justo consistiria em situarmos o Fla numa faixa de 48 a 50. O aproveitamento, assim examinado, corresponde mais ou menos ao desempenho geral, ficando em 58,2%, com merecimento de 59, quase 60%. No próximo texto, os dados referentes ao Internacional nestes duelos.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB