Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Uma observação, o desfecho provável e a vitória

27 de nov de 2009

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Em primeiro lugar, uma observação "corretiva": escrevi aqui que o Internacional nunca perdeu no México, em considerações acerca dos grupos da Copa Libertadores da América. Na verdade, nunca foi derrotado na importantíssima competição continental e em torneios amistosos, ou com maioria de jogadores vestindo a camisa da Seleção Brasileira. Em 2007, o Colorado faturou a recopa levando 2X1 em terras astecas para o Pachuca, e derrotando o adversário na volta por 4X0 no Beira-Rio.

Continuando os momentos culturais neste espaço:

"A cidade é fecundada
por aquela espada,
que se derrama,
por aquela
úmida gengiva de espada".

(Fábula do Capibaribe, de João Cabral de Melo Neto)

Eis que na bela Recife, do sofrido estado de Pernambuco, o Inter arrebatou a vaga na Taça Libertadores da América 2010. Resta saber se como vice-campeão, o que considero, em se tratando de um Brasileirão de pontos corridos, uma conquista. Talvez - hipótese remotíssima - como campeão; dificilmente, como terceiro lugar, embora a partida contra o ainda vivo, mas agonizante, Ramalhão, não possa ser considerada "jogada", como quase todas, aliás, neste incrível Campeonato Brasileiro. Eu cheguei, por exemplo, a considerar o Fluminense condenado. Não é que - ao que tudo indica - o tricolor das Laranjeiras escapará da segunda divisão, possivelmente, rebaixando o Coritiba?

No jogo de ontem, o conjunto comandado por Mário Sérgio Paiva teve atuação irregular. No primeiro tempo, atacou por ambos os lados, procurou preservar a posse de bola, mas ofereceu pelos flancos espaços demasiados ao Sport Recife. A arbitragem cometeu dois erros que se compensaram. Não viu o impedimento no lance do gol do Leão, mas ignorou uma penalidade máxima do goleiro Lauro. Ao fim e ao cabo da primeira etapa, placar justo, portanto. Como o Internacional criava oportunidades, a sensação é que a primeira virada alvirubra neste Brasileirão aconteceria, antes tarde do que nunca. E ela veio no segundo tempo, com a eficiência do "décimo-segundo" jogador Andrezinho na cobrança de falta. Entendo as dificuldades, pois nenhum embate costuma ser fácil na mais importante competição nacional do país, com raras exceções, dada a paridade geral etc.

E quase nenhum colorado se ilude quanto ao que haverá no Maracanã, no próximo domingo. É compreensível que o Grêmio - sem nenhuma aspiração no campeonato - não queira dar chance ao rival de comemorar um título. Não acredito que "entregará o jogo", mas procederá de modo a diminuir as chances de obter pelo menos um ponto (o que combinado com a vitória do Inter contra o Santo André daria ao Clube do Povo do Rio Grande o título pelo número de triunfos no Brasileirão......) no maior estádio do mundo. Como? Colocando juniores e reservas, com o staff tricolor instruindo, ou dando a entender, que o interino Marcelo Rospide não se preocupe demasiadamente, em termos de preleção e outras tarefas relativas ao estudo do oponente . Fico me perguntando se São Paulo e Palmeiras se manterão indiferentes a isto.

O Internacional, por outro lado, não deve se queixar. Cabe lembrar que foi goleado por 4X0 pelo Flamengo no Maracanã e empatou em 0X0 no Beira-Rio com o "mais querido" (numa situação em que o gramado estava impraticável.....), além de, como todos os concorrentes à primeira colocação, desperdiçar espantosamente chances para assumir a liderança e não mais largá-la. Curiosamente, o Mengão, de inegáveis méritos, pode faturar o título tendo levado a maior goleada do campeonato: 5X0 para o Coxa no Paraná, no primeiro turno. Outro dia, farei comparações interessantes das campanhas de Inter e Fla. Ia me esquecendo: parabéns aos gremistas por terem - pela primeira vez na era dos pontos corridos, isto acontece com um clube - terminado o Brasileirão 2009 sem perder em casa. Quem sabe, coroam esta campanha conseguindo surpreender um adversário de grande qualidade longe dos domínios do Olímpico? Na verdade, um colega de trabalho hoje pensou em uma excelente sugestão para a CBF. Tanto o Turno quanto o Returno do campeonato nacional deveriam terminar com clássicos regionais. Neste cenário, o nível de suspeitas se aproximaria do zero.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB