Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O momento estratégico

11 de ago de 2009

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

A derrota do Internacional para o Palmeiras pode ser definida como resultado normal, visto ter ocorrido no Parque Antártica, com o Verdão (será que podemos continuar chamando o conjunto comandado por Muricy Ramalho deste modo, após a estréia bem sucedida da camisa azul, de homenagem à Itália?) mobilizado para liquidar a série de jogos sem triunfos. A lamentar, a liberdade dada ao importantíssimo jogador Diego Souza (não sei se não era para expulsões aquela confusão em que se envolveu com o volante Sandro.....) e a surpreendente inoperância ofensiva do primeiro tempo. Claro que o qualificado adversário também teve méritos pela forte marcação, alicerçada numa concentração total no clássico que o Inter não teve.

O campeonato não dá tempo para se ficar olhando para trás. Um enorme desafio está posto na quarta-feira, no primeiro dos embates atrasados que o Colorado disputará: vencer o Santos na Vila Belmiro. Coisa que em 100 anos de História o Clube do Povo do Rio Grande do Sul jamais conseguiu. Para a epopéia, haverá alguns reforços defensivos. Bolívar e Índio precisam atuar ao menos um pouco melhor do que vinham atuando, é verdade. Porém, se o Internacional faturar 6 pontos nos duelos não travados do primeiro turno, enormes perspectivas se abrirão! Examinando-se as próximas rodadas, julgo perfeitamente viável a retomada da liderança do Brasileirão em breve. Logicamente, será necessário também derrotar ou Avaí (que bela campanha!), ou Vitória, fora de casa. E cumprir a obrigação no Beira-Rio, ainda que contra adversários fortes. Um deles direto na briga pelo título: o Goiás.

Vi uma entrevista do zagueiro Fabiano Eller, onde ele supostamente esclareceu os fatos relativos à sua saída do clube paulista. Independentemente de sua polêmica com os dirigentes do Peixe, parece que o atleta volta com um espírito muito positivo à Instituição que lhe proporcionou ser Campeão da América e do Mundo. Pode se constituir na liderança que ainda falta para o Inter, nas quatro linhas, não obstante a combatividade exemplar de Guiñazu. Veria com bons olhos a experiência tão imediata quanto for possível da fixação de Edu no ataque. Taison e Alecsandro andam um tanto irregulares. Enfim, o campeonato está longe de decidido (alguns resultados paralelos foram bons para o Colorado), mesmo com uma de suas batalhas decisivas perdidas, mas o conjunto comandado por Adenor Bachi Tite precisa superar problemas de escalação e de mecânica. O principal destes últimos a crônica falta de jogadas pelos lados.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB