Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O empate e as lições para o Internacional

6 de abr de 2012

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país. O Internacional começou muito bem o grande duelo contra o Santos, porque com enorme disposição e humildade para marcar - às vezes de modo violento - os melhores jogadores do alvinegro praiano. Sandro Silva foi uma grata surpresa, como primeiro volante, chegando ao ponto de "chapelear" Neymar, e não só cumprindo a tarefa defensiva do primeiro volante, mas também arriscando colaborar na condução de bola, levando o Time à frente. Paulo Tinga, enquanto teve pernas, jogou uma baita partida. Ney conseguiu fazer um gol "a la Zico". A rigor, destoavam do esforçadíssimo conjunto colorado Elton (aparentemente nervoso) e os dois atacantes, Dagoberto e Leandro Damião. O primeiro se posicionou um pouco mais perto do centroavante, mas não conseguiu se entender com ele. Do outro lado, no entanto, estava aquela que ainda é a equipe campeã da América do Sul. A qual toca a esfera do zagueiro para o lateral, deste para o volante, com garantia que ela passará pelo articulador, até chegar aos ótimos atacantes. Neymar já merece adjetivo mais contundente do que este. Suas arrancadas o tornam excepcional. O esquema 4-4-2, escolhido por Muricy Ramalho, com uma que outra variante, contempla o trabalho e retenção pelas pontas, com Arouca, Ibson e Paulo H. Ganso dando bom ritmo no jogo. O Peixe alcançou, pelo número de chances, um patamar no qual até faria jus à vitória. Muriel foi o atleta de maior importância em campo, mostrando que evolui para ser um dos melhores goleiros do país. Sob o prisma dos anseios do Inter, ficou a impressão de que Jajá, como opção para o segundo tempo, pode funcionar. Além disso, não obstante a intensa movimentação de Dátolo, as presenças de Guiñazu, Oscar e D´Alessandro, sem dúvida, tornariam a partida mais equilibrada, pois faltou eficiência nos contra-ataques. O escore de igualdade acabou sendo positivo, porque o Juan Aurich, em bela demonstração de dignidade esportiva, atuou como se ainda sonhasse ir adiante na Copa Libertadores e derrotou com total autoridade o The Strongest, nesta quinta-feira, no Peru. O Campeão de Tudo que interessa está virtualmente classificado, mas necessita pensar em uma recomposição do meio-de-campo, quem sabe, com Sandro Silva e o "Cholo" nas primeiras funções, e reforçar a zaga. A bola aérea, principalmente se estiver em campo um Alan Kardec (que gosta de fazer gols no Internacional), permanece um problema. - X - Errei meu prognóstico, mas escrevi a ressalva de que ele se devia mais ao Clube estar de aniversário do que a uma convicção real. Dorival Jr., que de maneira geral acertou a estratégia na quarta-feira, age certo ao preservar alguns titulares no confronto contra o São Luiz domingo pelo Gauchão. O Internacional precisa da vitória em Ijuí para confirmar a melhor campanha da segunda fase do campeonato. Há tempo para uma boa preparação até o embate contra o Aurich, no famigerado gramado sintético. Não será fácil, pelo valor que os incas demonstraram, comandados por novo treinador.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB