Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

As lições da goleada e a Recopa

22 de jun de 2009

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Estou prestes a completar 35 anos acompanhando futebol. Aprendi há muito tempo a ver os méritos dos adversários do Colorado e a entender que nem tudo no Clube para o qual eu torço é uma maravilha, ou, vá lá, apenas bom. Seguidamente, se torna menos do que isto. O Flamengo mereceu a goleada que impôs hoje no Maracanã. Mobilizou-se por uma semana inteira, examinando as lições do placar elástico que sofrera no Paraná. Espero que o Internacional faça a mesma coisa em relação aos quatro gols sofridos neste domingo. Resta fundamentalmente esta atitude a tomar.

Apareceu no belo gramado do Maracanã um conjunto de virtudes do "mais querido", há algum tempo não demonstradas. A inteligência dos dois laterais para apoiar, com sólida cobertura no meio-de-campo, o toque de bola tradicional do clube carioca e, lógico, a categoria de Adriano, ainda acima do peso, mas já num estágio suficiente para ser a diferença diante de um Inter sem metade dos titulares. O que não diminui em nada o grande triunfo rubro-negro.

Porque ainda que estivesse com equipe mista, o Colorado tinha obrigação de se apresentar melhor. Acabou fracassando de modo fortemente simbólico: foi a primeira vez que o Internacional perdeu por quatro tentos de diferença para o Mengão. O inverso aconteceu
também pelo Campeonato Brasileiro, em 1984 e 1997, no Gigante da Beira-Rio. Que a cabeça de cada um dos atletas esteja voltada para o confronto contra o Corínthians é compreensível, mas a falta de foco no certame de turno e returno mais difícil do mundo cobra seu preço. No Mineirão, parece que se concretizou um outro exemplo dos riscos desta postura, sem desconhecer o bom nível competitivo do Barueri.

Claro que a atuação de alguns titulares nos deixou com a "pulga atrás da orelha" (a dupla de zaga, particularmente.....) no que se refere à decisão de primeiro de julho, da Copa do Brasil. Aliás, como um todo, a qualidade do elenco do Internacional passa a receber questionamentos, para além de uma ou outra escolha equivocada do treinador Adenor Bachi Tite. Certo é que o Campeonato Gaúcho não serve como parâmetro de análises, e este princípio fica cada vez mais comprovado. Em meio às duas competições nacionais, o Colorado encara a LDU na Recopa. O que esperar da partida neste momento, quinta-feira? Ainda por cima, no dia do aniversário deste que vos escreve! Já considerarei um bom presente uma vitória por 1X0. No segundo duelo, no Equador, que se pense depois. Hoje, na coletiva no maior estádio do planeta, Adenor Tite citou a necessidade de uma retomada de desempenho. Se Magrão e Taison retornarem, a diferença será sensível contra a atual campeã da América. A volta de D´Alessandro segue sendo uma incógnita. Enfim, sem deixar de avaliar quem está com rendimento comprometedor para o Time, talvez o melhor encaminhamento consista em preservar a cabeça fria. Afinal, a classificação para a Copa Libertadores da América 2010 continua totalmente viável.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB