Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Internacional contra Flamengo: Jogões

24 de set de 2009

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Pois hoje é dia que marca aniversário de várias pessoas ilustres, a começar por uma prima minha, médica em Sta. Maria, cidade onde nasci, na região central do Rio Grande, passando pela grande cantora, Gal Costa, e o melhor de todos os cronistas brasileiros da atualidade, Luís Fernando Veríssimo, o qual, sabe quem acompanha sua coluna em diferentes jornais, é colorado, como quase todos os cidadãos de alto refinamento espiritual.

E o LFV bem que poderia ganhar um belo presente do Internacional, neste domingo! Não será fácil. Historicamente, as partidas contra o Flamengo se caracterizam pelo equilíbrio. E ao longo da História, um sempre igualou o outro (e superou) nas estatísticas dos jogos oficiais. Em 1975, por exemplo, havia os amistosos de colocação de faixas. O Inter entrou em campo no Maracanã, cansado por uma excursão ao nordeste, em começo de temporada, e levou 4X2. Muito irritados com o que ocorrera, os excepcionais jogadores comandados por Rubens Minelli sugeriram uma revanche no Beira-Rio (o Mengão era campeão carioca, e o Colorado "Bi-Hexa" Gaúcho.....) e não deixaram por menos. O Conjunto de Figueroa, Falcão, Paulo César Carpegiani e Lula aplicou 4X0 no "Mais Querido", e no outro dia os jornais do centro do país falaram em "Fúria de gols".....

No Campeonato Nacional daquela gloriosa temporada, entretanto, o Flamengo foi dos poucos adversários de tradição que conseguiu levar vantagem sobre o Melhor Time da História do Estado: 2X1 na primeira fase, no maior estádio do mundo, e 1X1 no Gigante, na reta final do campeonato. O Internacional chegou a superá-lo em triunfos no ano dois mil, com um 3X0 em Porto Alegre, e atualmente ostenta quatro de vantagem. Sempre levando em conta somente os confrontos oficiais. As goleadas constituem exceções. Quem não lembra dos embates emocionantes (com predomínio rubro-negro no primeiro jogo e relativa igualdade na criação de oportunidades no segundo) da Copa do Brasil deste ano?

E existe uma discussão recorrente, para quem conhece e analisa a História do Brasileirão: a melhor equipe da competição terá sido o Mengão do início dos anos 80 ou o Inter da metade da década de 70? Atrevo-me até a escalar uma Seleção Sul-Americana, misturando os dois excelentes conjuntos. Especialmente, os leitores com mais de 40 anos concordarão que ficaria um timaço para jogar de igual para igual com o Santos de Pelé: Manga, Leandro, Figueroa, Marinho Peres e Júnior; Andrade, Falcão, Paulo César Carpegiani (que jogou em ambos.....) e Zico; Nunes e Lula! Como alternativas de banco Adílio, Caçapava, Tita, Flávio Minuano.....

Voltando à realidade um tanto tensa, Adenor Tite segue tentando encontrar o que define como formação mais equilibrada com o grupo do qual dispõe. A ausência de Guiliano segue pesando muito, pois é sobre a meia-cancha (!) colorada que recaem as maiores apreensões. A torcida precisará de compreensão para apoiar o Internacional amanhã no Gigante. Não creio que seja pedir demais. Afinal, o campeonato não estará decidido depois da jornada, com uma dúzia de rodadas pela frente.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB