Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

A perspectiva após a vitória sublime

22 de out de 2009

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Eta campeonato bom! Seis times candidatos ao título! Do Palmeiras que tenta recuperar suas energias em Atibaia ao Cruzeiro desta combativa jovem organizadora de blogs chamada Lilian Alcântara, passando pelo Flamengo ressuscitado e o surpreendente Atlético concebido por Celso Juarez Roth, todos têm chances de arrebatar o mais importante troféu de competições nacionais.

E o Colorado após o clássico "morno" de ontem? Bem, havia a convicção de vários torcedores (entre eles este que escreve a vocês) de que o Internacional venceria o tradicional adversário por 1X0 na tarde do domingo. No meu caso, a crença se baseou nas estatísticas, as quais, desde que não valorizadas excessivamente, apontam, com alguma clareza, tendências no futebol.

Este é o placar - caso não saibam - mais comum da história dos grenais. Como há algum tempo não se repetia, e as equipes teriam fortes preocupações defensivas na tarde de ontem, desenhava-se um cenário como o que se configurou. Tecnicamente, o duelo deixou a desejar. Ninguém nega o fato. E o personagem do Gre-Nal 378 se abateu por uma razão compreensível.

Sim, o grande goleiro Victor começa a ganhar ares de Taffarel tricolor. Para quem não se lembra, o atleta que se consagrou na Seleção Brasileira era espetacular em várias partidas do Inter, mas em jogos contra o maior rival.....falhou mais de uma vez. Victor, que já havia fracassado em um dos gols na histórica goleada por 4X1 de 2008 (a primeira imposta contra o Grêmio no Beira-Rio), voltou a se dar mal ontem, graças ao "montinho artilheiro" no chute quase desprentesioso de D´Alessandro, o qual preservou seu carisma no grande clássico gaúcho.

Entretanto, a partida - com poucas oportunidades claras para ambos os lados - mereceria uma valorização pelos aspetos táticos. O Internacional soube, com o tradicional posicionamento de duas linhas de quatro jogadores, defender sua vantagem. O Grêmio tentou, com posse de bola, principalmente no segundo tempo, forçar as jogadas pelas pontas, mas não teve eficiência. Ao fim e ao cabo, os tricolores poderiam reclamar de uma penalidade máxima não assinalada de Bolívar sobre Réver, mas constantemente quando a bola era lançada sobre a grande área gremista, em faltas para o Alvirubro, o zagueiro Índio - que voltou a crescer no clássico - era seguro pelos defensores do Clube da Azenha. A tevê, sei lá por que motivos, não enfatizou este aspecto.

Agora, passado o confronto que deu ao Internacional vantagem sobre o tricolor gaúcho nos Brasileirões de pontos corridos, (e consolidou o equilíbrio absoluto em campeonatos nacionais a contar do Robertão de 1967) é necessário projetar o embate de seis pontos contra o São Paulo do mesmo modo que Mário Sérgio Paiva estudou o Gre-Nal. A dinâmica com um esquema 4-4-2 para o Inter deve ser aprimorada. O Time precisa, por exemplo, atacar bem mais o conjunto montado por Ricardo Gomes, no Morumbi, do que o fez contra o Grêmio. Ter iniciativa e não somente contra-atacar não constitui tarefa fácil. Entretanto, se o Colorado ainda possui ambições de ganhar a taça naquele que será lembrado como o Campeonato mais equilibrado da década, nem a ausência do capitão Guiñazu (punido pelo terceiro cartão amarelo) pode inibir a busca de uma vitória, como a que o Atlético-MG conseguiu, credenciando-se também como candidato à primeira colocação.

Três pontos no Morumbi! Sonho dos sonhos até quarta-feira! Quem sabe, um jogo inesquecível como o primeiro duelo das finais da Taça Libertadores da América 2006? Obviamente, um empate não é mau resultado. Apenas, não existem justificativas para consistir em objetivo inicial. As seis rodadas restantes oferecerão enorme grau de dificuldade como quase tudo que vimos até agora para os favoritos na mais difícil competição de pontos corridos do planeta.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB