Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Novo técnico do São Paulo

23 de jun de 2009

Um pouco da carreira de Ricardo Gomes que será apresentado amanhã como novo técnico do “Tricolor mais querido do mundo”.

Como atleta:

- Iniciou sua carreira no Fluminense Futebol Clube do Rio de Janeiro, atuando no clube de 04/06/83, quando estreou contra o Hercílio Luz de Santa Catarina em um amistoso que terminou em empate sem gols, a 11/06/88, despedindo-se contra o Americano pelo Campeonato carioca com a derrota de 3 x 2. Entrou em campo com a camisa Tricolor por 201 vezes, obtendo 102 vitórias, 65 empates e 34 derrotas, tendo assinalado 12 gols. Nesse período conquistou um tricampeonato carioca (83/84/85) e o campeonato Brasileiro de 84.

- Nos períodos de 88/91 e 94/95 atuou pelo Benfica de Portugual, tendo conquistado o Campeonato Português nas temporadas 88/89 e 90/91 além da Taça de Portugual da temporada 95/96.

- Já no Paris Saint Germain atuou entre 91/94 e 95/96 conquistando o campeonato Francês de 93/94 e a Copa da França de 93 e de 95.

- Pela Seleção do Brasil atuou durante o período de 84 a 90, tendo participado de 45 partidas e assinalado 4 gols.



Como técnico:

- Iniciou sua carreira como técnico dirigindo o Paris Saint Germain de 96 a 98, conquistando a Copa da França em 98.

- No Brasil dirigiu inicialmente a equipe do Sport Clube Recife, estrenado em 14/08/99 com uma derrota para o Paraná Clube no Campeonato Brasileiro. Dirigiu a equipe rubro-negra por 15 jogos, com 3 vitórias, 6 empates e 6 derrotas. Despediu-se com um empate frente ao Coritiba em um a um.

- Em seguida dirigiu o Esporte Clube Vitória de Salvador dirigindo o time pela primeira vez 12/07/2000 na Copa dos Campeões contra o São Paulo Futebol Clube com um empate em zero a zero, ainda nesse torneio foi derrotado pelo mesmo São Paulo por 2 a 0. Dirigiu o time durante todo o campeonato Brasileiro, ficando o Vitória em décimo oitavo lugar com a seguinte campanha: 24 jogos, 9 vitórias, 5 empates e 10 derrotas. Em 17/01/2001 dirigiu o clube pela ultima vez na Copa do Nordeste no empate de zero a zero com o Sergipe.

- Dirigiu o Coritiba em 2001, estreando na derrota por um a zero frente à Portuguesa de São Paulo em 16 de agosto. Sua despedida do Coritiba se deu na derrota para o Fluminense do Rio de Janeiro por três a um em 23/09. Nesse período perdeu 6 vezes, empatou uma e obteve duas vitórias em 9 partidas.

- No Juventude de Caxias do Sul em 2002dirigiu a equipe no campeonato Brasileiro fazendo uma boa campanha terminando a fase de classificação em quarto lugar. Na faase final foi eleiminado pelo Grêmio de Porto Alçegre com um empate no Olímpico por 0x0 e uma derrota em Caxias por um a zero. No computo geral foram 27 partidas, 12 vitórias, 6 empates e nove derrotas.

- Dirigiu então a seleção Brasileira Pré Olímpica de 2002 a 2004, tendo protagonizado um dos maiores vexames quando da desclassificação da seleção para as Olimpíadas de 2004 num time que contava então com Robinho, Diego, Elano e Maicon, ficando em terceiro lugar atrás de Argentina e Paraguai..

- Volta ao Fluminense, agora como técnico, em 2004, estreando de forma desastrosa contra o CR Vasco da Gama em sete de março, perdendo por quatro a zero. Dirige a equipe até 15/8 quando obtem um empate de um tento frente ao Paysandu. No total foram 34 jogos com 12 vitórias, 11 empates e 11 derrotas. Sua equipe marcou 47 gols, sofrendo 51.

- Têm uma passagem meteórica pelo Flamengo do Rio dirigindo a equipe apenas duas vezes: 29/8/2004 1 x 0 frente ao São Caetano e derrota por um a zero frente ao Juventude de Caxias do Sul em 30/10.

- Dirige então o Bordeaux da França entre 2005 e 2007 obtendo um vice campeonato na temporada 2005/2006.

- Dirige então o Mônaco, ainda na França, de 2007 a 2009, conquista a Copa da Liga da França em 2007 e a Copa Leonardo da Vinci em 2006 (Quem entregou a Taça ? Mona Lisa ?).

- Finalmente chega ao “Tricolor mais querido do mundo”.




Fonte de consulta: Diário de São Paulo, Folha de São Paulo, fluzao.info, flamengoestatistcias, Placar

2 comentários:

Lílian Alcântara disse...

com este currículo dá até pra substituir o Dunga.

23 de junho de 2009 23:15
marcos c.s. nascimento disse...

kkkkk, esse até eu substituo, sem curriculo ....

24 de junho de 2009 14:00

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB