Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Cenário colorado definido

9 de nov de 2010

Olá, leitores, torcedores de todo o país.

Pois o cenário no Internacional está completamente definido. Ontem, os candidatos da situação passaram para o segundo turno das eleições presidenciais. Sandro Farias alcançou votação expressiva, com o apoio de 90 conselheiros. O Convergência Colorada, bloco altamente promissor para o futuro do Clube, agora joga forças na eleição para o Conselho, quando certamente conseguirá uma vitória política importante, visto que pela elaboração do plano de gestão, pela clareza ao apontar erros mesmo em uma gestão altamente vitoriosa, sem deixar de reconhecer os evidentes méritos, e a postura das lideranças, vai conquistando o respeito do quadro social, mesmo daqueles associados que preferem os grupos políticos ligados à situação.

Dentro do campo, mais uma vez os defeitos preocupantes contra o Atlético-GO, agravados pela falta de concentração deflagrada pelo fim de qualquer perspectiva melhor no Campeonato Brasileiro. Quando partiu para a reação no segundo tempo, o Time de Celso Juarez Roth apresentou ao menos a virtude de lutar muito para evitar um resultado adverso (mais um!) fora de casa, na competição nacional. No que nela resta, cada vez mais os titulares serão poupados, com maior intensidade na preparação para o Torneio Mundial, em Abu Dhabi, inclusive, no aspecto físico. Oxalá, as dúvidas na escalação sejam superadas da melhor forma.

E a obrigação lá consistirá em passar da semifinal, seja ela contra o Pachuca, competitiva equipe mexicana, ou o Campeão da África. O Internazionale de Milão, tal como o Barcelona de 2006, é uma seleção planetária. O Inter não deve renunciar ao ataque, precisa marcar Samuel Eto e conservar a posse de bola. Se for para perder, que seja com dignidade, sem que o confronto fique unilateral. O staff colorado está de olho não só no adversário da Itália, claro, mas também nos outros possíveis rivais. Até dezembro, eis a crescente expectativa.

Tenho, como muitos desportistas, a dúvida sobre o futuro da Copa Mundial de Clubes. É provável que a Fifa, brevemente, volte a pensar uma fórmula que aumente o valor técnico da competição, agregando outro sul-americano e outro europeu. Como? Quem sabe, abrindo vagas para os vices da Taça Libertadores da América e da Liga dos Campeões? Uma questão que merece análise mais profunda.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB