Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O estranho imbroglio do Beira-Rio e a Copa Libertadores

28 de fev de 2012

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Estamos retomando as postagens no blog, após merecidas férias, em um momento complicado para o Internacional. A situação, envolvendo a Andrade Gutierrez e o Banrisul, que repassaria os recursos do BNDES para viabilizar os investimentos na reforma do Beira-Rio, é estranha por alguns motivos:

1) Como uma empreiteira do porte da referida empresa não oferece as garantias financeiras necessárias para que a operação se realize?

2) Parece crível que só ao longo das tratativas para fechar o contrato com o Clube os executivos da construtora tenham se dado conta de que a parceria para ela, visando à exploração do estádio, não seria tão lucrativa assim? Sabe-se que este constitui um ramo de negócios onde "não se dá ponto sem nó".

3) Se os parceiros dela não mostram solidez, aumentou a probabilidade de desistir da transação, deixando o Colorado a ver navios? A estratégia para tal iniciativa já estaria em curso?

Na hipótese do terceiro item ter resposta positiva, o Inter precisa de um Plano C. E as forças políticas do Clube devem se convencer dele: um novo estádio! Caso a Copa 2014 saia de Porto Alegre, ou vá para a arena gremista, a Instituição necessita partir para um projeto consistente (como nunca ou muito pouco chegou a ser o "Gigante para Sempre".....), elaborado com plano de negócios, o padrão Fifa e todos os aspectos inerentes a uma evolução deste nível.

Em outras palavras, talvez se aproxime a hora de fazer do limão uma limonada.

- X -

O Gre-Nal da semana passada (não obstante a posterior estreia infeliz do novo e competente - se estiver focado plenamente na atividade profissional - técnico tricolor, Vanderlei "Luxa") serve para que o treinador Dorival Jr. reflita sobre algumas deficiências graves, em se tratando de quem disputa uma edição dificílima da Taça Libertadores da América. Como não contar com um lateral direito qualificado, na ausência de Nei? E os volantes, com a falta brutal que fez o lesionado Guiñazu? Bem que poderiam ser mais humildes, sem achar que jogam muito mais do que na realidade. O Internacional também sofre com uma zaga que se situa abaixo do padrão que já atingiram o próprio Índio com Bolívar e este com Fabiano Eller.

No torneio, o paraguaio Libertad, o colombiano Nacional e o argentino Vélez Sarfield, os dois últimos vencedores uma vez, começaram com 100% de aproveitamento. Pode-se sonhar com tal desempenho, quando o próximo adversário é o Santos, reanimado, pelo que vem mostrando no campeonato paulista, e na Vila Belmiro? Muito difícil, ainda que os titulares citados retornem. E exatamente porque reforços, os quais não vieram, serão muito lembrados. Tomara que eu me engane.

Para terminar, um prognóstico referente à inédita decisão do primeiro turno do estadual, sem os grandes de Porto Alegre: Novo Hamburgo 2 X 3 Caxias.

1 comentários:

Raul Joaquim disse...

Analisastes com maestria uma e outra questão. Acrescentaria, somente, que, talvez, o temor do enfrentamento de um inteminável batalha judicial, já sinalizada, promovida por aqueles que investiram ou projetaram investimentos para o entrno do Beira-Rio e, até mesmo o próprio clube, buscando a reparação pelos danos materiais e morais decorrentes (ainda que não haja documento assinado) possa demover a AG de "abandonar o barco", a essa altura dos acontecimentos.

28 de fevereiro de 2012 14:23

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB