Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O Empate heroico e Prognósticos

23 de ago de 2011

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Para abordar o empate heroicamente obtido pelo Internacional contra o Flamengo, é preciso começar falando da arbitragem. Vou simplificar, pois já estamos na terça-feira: dou de barato que todos os lances polêmicos foram de interpretação. Adiciono, inclusive, aos que provocaram a sensação de que o árbitro teria adotado o critério "In Dubio Pro Mengão" um no qual o desfecho foi favorável ao Colorado. Quando o escore do jogo já era o definitivo, Andrezinho praticou uma falta violenta, sem visar a bola. Ali, me pareceu que o juiz poderia expulsá-lo, mas o bom reserva recebeu tão somente o cartão amarelo.

Na minha opinião, o único erro claro foi a penalidade máxima não assinalada quando o flamenguista Ja(h)el dentro da área defendida pelos cariocas move o braço em direção à bola. Era a última jogada do embate. E não entendo por que o árbitro a poucos metros não marcou o pênalti, mas enfim: "a banca paga e recebe"......ainda mais em um Campeonato longo de turno e returno.

A partida em si mostrou um Flamengo como mais competitivo candidato ao título. É uma equipe que marca muito (a goleada sofrida para o Dragão parece ter ocorrido por erros táticos de Vanderley Luxemburgo, realmente), sem qualquer sossego ao adversário, com laterais que avançam nos momentos certos. Renato Abreu compõe muito bem o meio-de-campo, e Ronaldinho, se não é mais o craque do período de Barcelona, contribui com muita qualidade para a harmonia do conjunto. Porque este Rubro-Negro do Rio de Janeiro conserva a essência da escola de futebol do Mengão: muito toque de bola, viradas de jogo e trabalho coletivo. Criou oportunidades mais claras, na comparação com o Time gaúcho.

O Inter tentou conter o oponente e jogar, mas contou com um Paulo Tinga que não consegue ser o que já foi - Dorival Jr. apostou taticamente nele para ajudar na atenção ao camisa 10 adversário -, um Zé Mário improvisado e perturbado na lateral - no estádio, a tensão era enorme quando o jovem disputava uma bola - e D´Alessandro abaixo de sua média. O mérito do treinador foi enorme quando substituiu, pois Andrezinho e o menino Delatorre contribuíram muito mais do que Tinga e Jô. E há Leandro Damião. O toque de calcanhar para Índio no primeiro gol e a bicicleta no segundo caracterizam a atuação do camisa 9 como uma das melhores de um atleta desta função na Era Beira-Rio. O tento dele concorre, desde já, a mais belo deste Brasileirão. Mostrou que merece a "Amarelinha".

Dada a condição física dos jogadores colorados - ainda que as palavras do competente coordenador do setor no Clube, Élio Carravetta, numa palestra que assisti nesta segunda-feira tenham sido otimistas - não estou confiante para a decisão da Recopa. Acredito que os argentinos vão conduzir o jogo à maneira castelhana, com muita catimba, e o Internacional vai se atrapalhar, mesmo com a volta, já não sem tempo, de Oscar, destaque da Seleção Brasileira Sub-20. Eis os prognósticos para a Recopa e o jogo atrasado do Campeonato Nacional.

Internacional 1 X 1 Independiente. Espero estar enganado!

Santos 3 X 1 Fluminense. O Peixe acordou. Aliás, acertei metade dos 10 prognósticos na última rodada, sendo três placares com exatidão! Um deles Bahia 1 X 2 Santos.




0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB