Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Que conceito para o Internacional 2011?

21 de jan de 2011

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

O Internacional B venceu, sem convencer, o Porto Alegre. A perspectiva definitivamente não parece ser das melhores no campeonato gaúcho. Em todo caso, o regional não pode realmente merecer qualquer prioridade do Clube. O foco precisa se voltar para o terceiro título da Taça Libertadores da América. Não há qualquer dúvida quanto a isso. E os primeiros jogos dos estaduais mostram que o Santos se destacará muito entre os brasileiros na competição continental, contando com Ganso e Neymar - desequilibrando na Seleção Brasileira Sub-20 que disputa o Torneio Sul-Americano - como reforços.

A confirmação de Zé Roberto para o ataque estabelece a perspectiva de um setor ofensivo de maior movimentação (apostando-se que o jogador campeão do país em 2009 pelo Flamengo entre em forma.....) em 2011, com Rafael Sóbis assumindo o papel de definidor. Para além deste aspecto, o Inter terá um conceito claro de equipe nesta temporada? Um Time que combine força e habilidade, sem privilegiar uma valência ou outra, e um pouco de velocidade, pelo menos?

O administrador e professor de Educação Física, grande militante do Convergência Colorada, Nelson Baron, levanta uma questão interessante no Blog Vermelho. Se o volante contratado for castelhano, o Colorado reunirá quatro estrangeiros e só poderá utilizar três no Brasileirão. Ou seja: o conjunto não será exatamente o mesmo da Copa Libertadores! Ora, a ausência de um meio-campista tende a alterar profundamente a dinâmica do time. Existe, pois, um risco de prejuízo em termos de mecânica de jogo ao longo do ano.

Como os leitores sabem, considero Celso Juarez Roth bom treinador. O trabalho qualificado que faz, quando dispõe de tempo para preparar os elencos que comanda, dá esperanças de uma arrancada excelente na mais importante competição da América do Sul. E aí, decidindo em casa nas fases mata-mata, Muriel (ou Agenor), Nei, Bolívar, Rodrigo (Índio merece aposentadoria com todas as honras....) e Kléber: Um Volante (Facundo ou o argentino Mário, seja lá quem for para o lugar do falso "espetacular"), Guiñazu, Paulo César Tinga e D´Alessandro; Zé Roberto e Rafael Sóbis terão razoáveis condições de cobiçar o título.

Ah! Ia me esquecendo! Que pena que os guris deixaram de "matar a partida" nas quartas de final da copinha! Nas penalidades máximas, faltou a tranqüilidade.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB