Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

A vitória sublime e o fim da ressaca....na Ressacada

24 de ago de 2010

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

O Internacional jogou muito bem até a metade do primeiro tempo, nesta quarta-feira. O Avaí tem uma equipe que já mostrou força no Brasileirão, especialmente, contra os paulistas. O histórico gol de Índio (porque fez com que o bom zagueiro ultrapassasse, com muito menos partidas, a quantidade de tentos assinalados pelo eterno Elias Figueroa.....) resultou de um trabalho coletivo sempre interessante, em se tratando das equipes de Celso Juarez Roth. Lá estava cruzando pela direita o volante Glaydson, recebendo passe primoroso de D´Alessandro. O toque de bola e o posicionamento adequado para a marcação indicaram que a ressaca pela conquista do mais importante torneio do continente acabou....na Ressacada.

Se os avaianos têm motivos para se queixar da arbitragem pelo possível pênalti não visto por ela ao final da partida, não é menos o que podem reclamar os colorados. Wilson Mathias recebeu injustamente um cartão amarelo, e na segunda etapa foi expulso quando só então mereceria a advertência. Alguns atletas do clube catarinense se excederam nas faltas - especialmente contra os meio-campistas alvirubros, em noite inspirada - e não receberam o mesmo tratamento rigoroso. Enfim, uma atuação horrenda do apitador, abaixo do nível do espetáculo.

Não vejo maiores possibilidades do Inter lutar pelo título, porque o Fluminense possui elenco e treinador perfeitamente aptos para sustentar a vantagem já construída. Então, as preocupações, em termos de uma reestruturação parcial do Time, visando ao Torneio Mundial, com a saída de Taison para a Ucrânia, se voltam para o setor onde as coisas se decidem. Opções:

1) Glaydson no lugar de Sandro e Marquinhos no de Taison. Esta escolha de Roth mexeria pouquíssimo na dinâmica do Time. É claro que para a função de centromédio haveria prejuízo técnico. Porém, Marquinhos talvez jogue mais do que o atleta que ontem se despediu do Clube.

2) Wilson Mathias.....e Rafael Sóbis..... . Aqui teríamos uma alteração mais profunda. O Internacional trocaria o esquema 4-2-3-1 por um 4-4-2 mais ortodoxo. Há muitas dúvidas sobre a capacidade de Mathias desempenhar corretamente o papel de primeiro volante. Acredito que - partindo da premissa de que Roth é um estrategista altamente competente para superar este tipo de dilema - cabe dar certo tempo para que o jogador vindo do México comprove ou não suas qualidades. Existe a "tese" de que se trata de um jogador demasiadamente "leve".

3) Glaydson.....e Guiliano......... . Pessoalmente, neste momento, considero a melhor alternativa. O Internacional trabalharia com um 4-5-1, talvez menos ousadamente. Entretanto, para enfrentar o Xará italiano, na hipotética final do Torneio da Fifa, a posse de bola assumirá um estatuto tão importante quanto o da marcação, e o conjunto não perderia a característica. Gostaria de assistir a Paulo Tinga, D´Alessandro e o goleador da equipe na Taça Libertadores atuando juntos. Com Wilson Mathias, na posição recuada, a dinâmica não mudaria tanto.

Estes e outros debates serão travados pela "coloradagem" até dezembro. No fim de semana, outro teste importantíssimo contra o Botafogo, de impressionante desempenho recente. Uma nova vitória, com futebol convincente, elevará as esperanças da torcida do Clube do Povo do Rio Grande quanto às potencialidades do Time para o restante da temporada.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB