Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O Gre-Nal passou

27 de abr de 2010

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Pois o Internacional perdeu merecidamente o clássico decisivo do campeonato gaúcho, se levarmos em conta o segundo tempo. Na primeira etapa, o Colorado foi um pouco melhor do que o Grêmio, criando chances claras de gol, que o tradicional adversário também teve, aliás. Walter travou, ao longo de toda a partida, um belo duelo contra o grande goleiro Victor, o qual desta vez não falhou diante do conjunto que está perdendo o título regional.

Sim, porque diante do que se viu nos derradeiros quarenta e cinco minutos - aproveito para confessar que não me encontrava otimista antes do Gre-Nal, e talvez os que acompanham meus textos no blog tenham percebido isso -, não há como o tricolor não colocar a mão na taça, no próximo domingo. Silas mandou a equipe adiantar a marcação, fez com que os jogadores atuassem com maior aproximação, triangulando pelos dois lados, e tranqüilizou de vez o jovem Neuton, de muito boa participação no jogo. O Grêmio começa, provavelmente, a colher os frutos de uma política que prestigia as categorias de base. Um aspecto a ser retomado no Inter, segundo indícios. Com o maior foco gremista na decisão - o que era de se prever - e uma demonstração clara de que o clube presidido por Duda Kröeff pode já estar com mais qualidade do que o Internacional do meio-de-campo para a frente, apenas uma hecatombe impedirá que os azuis, brancos e pretos festejem a conquista do Gauchão no Olímpico. Até porque o alvirubro tende a colocar reservas na Avenida Azenha.

Para o Internacional, o clássico.....passou. O confronto com o campeão argentino já começa nesta quarta-feira, e a Taça Libertadores possui importância muito, mas muito maior do que qualquer estadual pode alcançar historicamente. Assim, a comissão técnica precisa refletir com cuidado acerca do que tem que ser mudado, fundamentalmente, no setor defensivo. O auxiliar técnico de Jorge Fossati considera a bola aérea do Banfield um perigo mortal. Tomara que o Inter encontre uma forma de evitar a eficácia desse tipo de jogada, amanhã. Até agora, à exceção de domingo, quando, depois do zagueiro Rodrigo, o centroavante Borges de estatura mediana (e meu vizinho de edifício, mas prestes a se mudar) consolidou igualmente de cabeça a vitória do rival, os zagueiros não foram tão exigidos neste fundamento.

Um empate com gols será ótimo resultado! Um triunfo na partida não está proibido, mas consiste em tarefa dificílima. Em todo caso, se o Nacional conseguiu tal façanha na primeira fase, quem sabe o Internacional não surpreende, provocando um ressurgimento de esperanças? Enquanto o Brasil, obviamente, estará voltado para o embate entre Flamengo e Corinthians, o Colorado enfrenta o desafio de retomar a evolução que parecia se desenhar a partir da classificação como líder na chave para as oitavas de final do mais importante torneio do continente.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB