Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Maratona de decisões

30 de abr de 2010



Mais uma vez o Monumental Manoel Barradas fez a diferença e a escrita foi mantida: continuamos sem perder para o Vasco em nossa casa (a velha Fonte Nova não conta) - 8 vitórias e um empate.

Tecnicamente, o desempenho do time não foi dos melhores: muitos erros de passes, muitas falhas de marcação nas bolas aéreas e muitas finalizações mal feitas. Mas o que pesou a favor do Vitória foi a raça e a entrega dos jogadores em campo.

E esta entrega se deve, em grande parte, à vibração da torcida durante todo o jogo. O "Barradão em Chamas" é um dos maiores espetáculos já vistos nas arquibancadas dos estádios brasileiros e, com certeza, mexe com os jogadores. Essa é com certeza a principal causa do fato de o Vitória ser imbatível dentro de casa. E quarta não foi diferente: um importantíssimo 2x0 em cima do Vasco e um pé na semifinal da Copa do Brasil.

Agora é não perder a concentração, pois teremos duas decisões nos próximos dias, em que temos vantagens para administrar. Somente uma derrota por dois gols de diferença nos pode tirar o tetracampeonato estadual. E, na Copa do Brasil, para nos desclassificar, o Vasco tem que nos vencer por três gols.

Parece uma situação confortável, mas não é tão fácil como parece. O Vitória joga dois campeonatos desgastantes ao mesmo tempo. Já os adversários estão concentrados apenas em uma competição. O time tem que controlar a ansiedade e saber jogar com inteligência, sem se desgastar muito, e explorar as deficiências dos dois adversários (que são muitas, é verdade).

Na decisão de domingo, a torcida pode e deve fazer a sua parte: lotar o Barradão e vibrar do início ao fim, não ficando um segundo sequer em silêncio, para não deixar ninguém perceber a presença dos simpatizantes da segunda força do estado que resolverem entrar de penetra em nossa festa.

Espero, contudo, que a torcida não confunda o seu dever de vibrar com ódio em relação às pessoas que, acometidas por um inexplicável mau gosto, torcem para o time de Itinga, e que o baVI volte a ser o Clássico da Paz.

Já na quarta, longe da torcida, o Vitória vai ter que administrar bem a vantagem que abriu sobre o Vasco e jogar com concentração, esquecendo o tetracampeonato e focando toda a atenção possível na Copa do Brasil.

Neste ano, são sete possíveis vagas na Libertadores do ano que vem para os brasileiros. E são apenas vinte candidatos para ocupar essas vagas, já que os oito times que restam na Copa do Brasil são da primeira divisão. Por que uma delas não pode ser nossa?

Avante, Leão!!!!

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB