Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

E a festa começou

18 de abr de 2010

Depois de três anos de atrazo o caneco finalmente virá reencontrar a felicidade em General Severiano. E não poderia ter sido de outra forma e muito menos com outro adversário.
Dia 18 de abril de 2010 ficará com toda certeza ficará marcado na cabeça de muitos botafoguenses e até de flamenguistas. Mas, óbvio, de formas bem diversas.
Como em todo clássico decisivo, a ansiedade pela partida se prolonga por toda a semana. Especulações sobre possíveis desfalques e surpresas, mas como todo bom final, foram poucas as mudanças nos times.
Em relação ao time que entrou contra o Fluminense na semi-final então, foi apenas uma mudança. Túlio Souza fez o papel que seria de Sandro Silva e Renato Cajá entrou na vaga do Lucio Flavio, que nem precisará mais voltar nos últimos jogos. De resto, nada de surpresas.
A partida começou tensa. Não era para menos. A cantoria era obrigatória na arquibancada. 60.748 presentes tentavam, cada um a sua maneira, empurrar seu time ao ataque. Flamengo e Botafogo começaram um jogo de estratégias em campo, e só conseguiram chegar à meta adversária depois de muita análise. Mas o Botafogo conseguia levar mais perigo. Principalmente porque marcava a saída de bola do Flamengo e fazia pressão principalmente nos três meias mal escalados por Andrade.
E gol do Fogão era mesmo questão de tempo. Após uma cobrança de escanteio, Ronaldo Angelim derruba Fábio Ferreira e juíz marca muito bem o pênalti. Herrera vai cobrar e faz 1 x 0. E a torcida alvinegra se solta de vez nas arquibancadas e em cada canto do mundo. Porém, aquele velho dilema de recuar sempre que leva gol se tornou quase inevitável, quando o time rubro-negro melhorou consideravelmente. A substituição de Toró por Vinícius Pacheco, comprovou o que era claro. O Andrade não conseguiu escalar bem o time.
Mas o fato é que recuamos demais e demos espaços para eles armarem suas jogadas. Nem assim conseguiam direito. E o castigo veio aos 45 do segundo tempo. Depois de um cruzamento de Michael e uma bola raspada na cabeça de Adriano, ela sobrou para David que se abaixou para cabeçear. Jefferson ainda conseguiu pegar, porém ela ficou nos pés de Végner Love. Flamengo 1 x 1 Botafogo!
A tensão só vinha aumentando. E a desconfiança do torcedor também. Principalmente porque levamos um gol de pura desatenção. Mas o segundo tempo prometia. E não é que foi emoção do início ao fim? É mesmo muito mais gratificante torcer para esse time!
As chances criadas pelos times no segundo tempo mostrou que o jogo começaria a ficar mais aberto, ou seja, ambos seriam mais ousados. Visivelmente cansados, Túlio Souza e Renato Cajá foram substituídos por, Caio e Edno respectivamente. O jogo melhorou mais ainda. Mas para a tristeza botafoguense, as bolas aéreas não estavam se encaixando muito bem. Foram muitos erros. Até que, depois de uma falta cobrada por Edno, Herrera foi puchado pela camisa dentro da área. Pênalti. E não é que o Herrera deixou mesmo o Loco cobrar? Com uma frieza e categoria de um jogador que estará na Copa do Mundo, ele deu um leve toque que caprichosamente ainda bateu na trave de cima e entrou. Torcida alvinegra voltou a incentivar mais ainda.
Mas como nada é muito fácil para a gente, vimos um pênalti em cima de Ronaldo Angelim três minutos após o nosso gol. Um filme passou pela cabeça de todo torcedor alvinegro. Quem não se lembra do eterno placar neste clássico ( o tal 2 x 2 )? Esse ano porém, podemos gritar para quem quiser ouvir que TEMOS GOLEIRO! É isso mesmo caros leitores, um goleiro decente, concentrado e que sabe crescer no momento em que o time mais precisa.
Ah, já estava me esquecendo de falar. O "Imperador" foi bater o pênalti e Jefferson espalmou jogando para fora. Uma defesa providêncial em um momento complicado da partida. Fora claro, as outras incríveis defesas que aconteceram no momento em que o Flamengo foi para frente, desorganizadamente. Caio ainda teve uma chance no final de fazer 3 x 1, mas nem precisou . Claro que o gol acalmava o coraçãozinho de todos nós, porém continuo com a ideia de que não poderíamos ganhar de outra maneira.
Foi mais emocionante, e com isso muito mais gostoso. A história de que não temos um time perfeito ainda é verdade. Mas ontem deu gosto de ver a entrega de muitos deles. A emoção no apito final foi a tradução de que esse grupo estava dando uma importância tremenda a esse jogo, mesmo que a renda dos próximos jogos pudesse ser mais viável. Ou seja, o título foi, a quem realmente o mereceu. Mais ainda, a quem, com a humildade, conseguiu superar, dentro das quatro linhas, a falta de jogadores milionários e que jogam um belo futebol.
Temos mesmo tempo de comemorar e usurfruir muito desse título, que pode não ser o melhor campeonato a ser disputado ( e de fato não é ), mas estava engasgado a muito tempo. E é saber usurfruir disso, e trazer reforços para a disputa do Brasileirão 2010, porque só assim poderemos realizar o que todos nós queremos, e que agora vem sendo comentado por Maurício Assumpção: a Libertadores!
Coincidência ou não, 21 anos após a bela conquista de 1989 contra eles, conquistamos mais um belo campeonato. A profecia do filme dos Trapalhões foi cumprida? Isso eu realmente não sei. O que se sabe é que conquistamos sim o Campeonato Carioca de forma brilhante. Sem, em momento algum, precisar de disputa de pênaltis ou mesmo prorrogação.
Qual dos mais otimistas acreditavam, depois da fatídica derrota para o Vasco, que o Botafogo conquistaria sequer um turno? E realmente não conquistamos somente um deles. Foram os dois! Soubemos dar a devida importância a cada fase disputada. E crescemos todas as vezes que chegamos às finais. Sorte? Podem ter certeza de que não foi só isso. Mas claro, ajuda. Todo campeão tem que ter um pouco de sorte, isso é futebol.
Ao Joel, meus eternos agradecimentos. Se não foi fácil para nós torcedores, imagina para ele quando pegou esse time todo estraçalhado? Teve que trabalhar muito além do psicológico dos jogadores. E conseguiu, de forma brilhante. Seu sétimo título estadual. A estrela dele, combinada com a do Botafogo deu certo, ouso dizer que casou perfeitamente.
A Jefferson, Somália, Alessandro, Fahel, Antônio Carlos, Fábio Ferreira, Leandro Guerreiro, Túlio Souza, Renato Cajá, Herrera, Loco Abreu, Caio, Edno, Sandro Silva, Lucio Flavio, Danny Moraes, Renan e tantos outros que estão no elenco, também vai os parabéns. E a certeza de que não podemos, de forma alguma, parar por ai. Temos muito o que fazer e se preocupar. O Campeonato Brasileiro vem ai, e teremos mais uma competição onde poderemos nos superar, com as devidas contratações, claro!
Ao nosso eterno rival, que insiste em menosprezar este título, vale a dica. Se somos assim tão ruins, por que não conseguiram nos vencer? Ainda evitamos o tetra deles, que aliás só o Botafogo de Futebol e Regatas conseguiu até hoje.
Um botafoguense em especial com toda certeza está, pela primeira vez, lá de cima comemorando este belo campeonato. Esse título é para você Armando! Que quando estava aqui, soube como ninguém defender o clube de coração e exaltar as qualidades e felicidades de ser botafoguense. Nada mais justo.
No mais, é comemorar sim, sair pelas ruas de cada canto do país com o manto glorioso, e embelezar cada vez mais a sua cidade. Afinal, qual é mesmo o escudo mais belo do mundo? Não poderia ser outro.
Agora é continuar nossa gloriosa caminhada. Pois como retrata nosso belo hino: "Tu és o Glorioso, não podes perder, perder para ninguém". E claro, enquanto houver uma ESTRELA SOLITÁRIA no céu, urubu nenhum voará mais alto, nunca!!!

Saudações alvinegras a todoos ;*

4 comentários:

Anônimo disse...

É campeeeeeeãããããããooo Julinha..
Bem que vc falou.kkkkkkkkkkk
Parabéns a todos q estavam lá, gritando e cantando junto com essa torcida linda. Que festa maravilhosa!

Saudações alvinegras sempre!

Gabii

19 de abril de 2010 10:43
artur disse...

voce que entende tudo de futebol, me diz uma coisa: quem é o vice-campeão carioca de 2010, existe???rs
O Glorioso é o campeão; nós somos campeões, com a torcida alvinegra ninguem brinca, ninguem tripudia, porque o troco vem, taí, ta dado...
tetra campeão por aqui, só tem um: BOTAFOGO DE FUTEBOL E REGATAS.
beijão

19 de abril de 2010 11:01
matthaus18 disse...

É CAMPEÃOOOOOOOOOOOOO!! Não poderia começar o comentário de outra forma. Como tinha dito a alguns e pra Julinha também, eu não iria ao Maraca e não fui mesmo, pois tinha trabalho de campo da faculdade. Mas 45min. do segundo tempo recebo uma ligação dizendo que foi cancelado =,( O_O tarde demais, ingressos esgotados. Mas antecipadamente enviei um sucessor no meu lugar, meu irmão que nunca tinha ido numa final. Voltou feliz da vida igual pinto no lixo. Assisti o jogo em casa com meu pai, que dessa vez fez o favor de me manter vivo rs. Não tenho muito o que dizer dessa vez é só comemorar, festejar é alegria! É como disse o nosso Joel father: "the party has begun", claro que não em inglês (seria terrível ouvir isso rsrs) mas ta valendo tudo, até sumir com a prancheta no meio da euforia. Então vamos celebrar cair na folia, porque pra nós ainda é carnaval, páscoa, natal e ano novo. Botafogo na cabeça e no ♥ fé em Deus e vamos que vamos que a hora é nossa. Beijos e abraços a todos!

Ps.: Você que comprou a raspadinha do fla e achou um jogador com a faixa de campeão, pode ir a padaria e trocar por um sonho.

xD

19 de abril de 2010 15:19
Anônimo disse...

É campeeeeeão!
é como vc disse: enquanto houver uma ESTRELA SOLITÁRIA no céu, urubu nenhum voará mais alto, nunca!!!
Beelo texto como sempre.

Rafa

19 de abril de 2010 22:57

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB