Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Empate e encruzilhada

15 de mar de 2010

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Pois o Internacional, com equipe predominantemente reserva, não foi além de um empate com o Veranópolis, que na rodada anterior do campeonato estadual havia sido goleado em casa pelo São José, da zona norte de Porto Alegre. Significa que a atuação do Colorado foi horrível? Não. Curiosamente, o time - em um 4-4-2, variando para um 3-4-1-2 - teve boa dinâmica, com uma nova cadência e bom toque de bola, graças à volta de D´Alessandro no meio-de-campo. Criou, apresentando jogadas pelas pontas também, ótimas chances no primeiro tempo, mas....não conseguiu convertê-las. E desta maneira, o Vechi, como é conhecido a equipe de Romano (um destaque do conjunto da serra que marcou o gol de falta), cresceu, e desperdiçando oportunidades na segunda etapa - exatamente quando o Inter igualou o placar com uma penalidade máxima bem marcada - justificou o 1X1. O árbitro poderia ter sido mais rigoroso diante da quantidade de faltas praticadas pelo adversário da equipe treinada por Jorge Fossati.

E o técnico uruguaio deu sinais de que poderá usar o esquema 4-4-2 contra o Cerro, na quinta-feira, pela Taça Libertadores da América. Será importantíssimo que Guiliano e o argentino ex-River Plate atuem juntos. Este jogo trazido para a fronteira contará com maioria de torcedores colorados. O Internacional chega à encruzilhada neste momento da competição. Se empatar ou perder o duelo, o título ficará muitíssimo distante; se vencer o embate, abre a perspectiva de quatro triunfos, 12 pontos restantes, 16 no total, e gera a fantástica perspectiva de decidir sempre no Gigante da Beira-Rio nas fases de mata-mata.

Infelizmente, a direção colorada parou de lidar com esse cenário, ao menos, no discurso. Há declarações do vice-presidente de futebol no sentido de que a idéia é alcançar 12 pontos, para ficar em sexto na classificação geral e em primeiro no grupo.....porque é o possível! Como assim? E os investimentos enormes na folha de pagamento dos atletas? E a tradição superior às dos três oponentes da chave? E a entrevista do próprio Fernando Carvalho semana passada onde citava o objetivo de realizar uma das duas melhores campanhas? O empate contra o Deportivo Quito mudou tudo?

O treinador alertou que a postura mais realista consiste em prever escores de igualdade nas partidas fora da capital gaúcha? Não consigo encontrar explicação. Prefiro acreditar que uma vitória, caracterizada por boa atuação, no estádio de Rivera, vai reavivar esperanças de um caminho mais agradável para o Inter até as finais do mais cobiçado torneio do continente!

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB