Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O Gre-Nal depois da goleada

28 de jan de 2010

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

A primeira constatação a se fazer diante da goleada é a extrema fragilidade do Juventude. O time da serra gaúcha virou menos do que uma sombra opaca do que foi na década de 90. Posto este fator, quais as questões pós-estréia da parte mais qualificada do elenco do Internacional nesta temporada?

A opção do técnico uruguaio, Jorge Fossati, (de entrevista sensata ao final do jogo) por um esquema tático com três defensores já está clara. Seja o projetado 3-4-3, ou 3-6-1, ou ainda um 3-4-2-1, ou o realizado 3-4-1-2 de ontem, torna-se necessário avaliar se o atual trio de zagueiros assegura maior consistência na marcação ao Inter. Ontem, no Beira-Rio, não obstante a indiscutível superioridade técnica dos jogadores colorados, a equipe de Caxias do Sul conseguiu criar algumas oportunidades. Evidentemente, muito menos do que o conjunto de Porto Alegre. Entretanto, a sensação é de que somente o Gre-Nal servirá para a resposta começar a surgir.

A lesão de D´Alessandro (numa atitude pelo menos imprudente do atleta do Juventude, que não resultou nem em marcação de falta......), por paradoxal que pareça, talvez melhore a dinâmica do time. Guiliano, se constituindo no "número 1" da formação, tende a dar maior velocidade à passagem do meio-de-campo para o ataque. O setor ofensivo, aliás, não deve ter um comportamento tão dispersivo como no primeiro tempo de ontem. Até a penalidade máxima, fruto de uma interpretação (aceitável, mas não indiscutível) do árbitro Coruja (seu sobrenome), não eram convicentes as atuações de Taison e Alecsandro. Após o terceiro gol, tudo ficou mais fácil. Placares favoráveis de 5X0 antes de grenais podem representar grande perigo!

Menos mal que o Grêmio cumpriu a obrigação no interior e diluiu o favoritismo, o qual, verdadeiramente, inexiste. Por este motivo, temo um pouco certa euforia no Internacional. Nem sempre o que inicia mais prestigiado o embate consegue a vitória.

Quem acompanha desde a infância o maior clássico gaúcho, há 36 anos, sabe bem deste fato. Ah! Ia me esquecendo. Pude espiar Newll´s Old Boys 0 X 0 Emelec. Exceto o Cruzeiro, (que arbitragem horrenda, no duelo contra o Real Potosí!) está difícil apontar um favorito na Pré-Libertadores da América 2010.

Os equatorianos apresentam melhor técnica e revelaram consistência defensiva, o que no futebol de lá é um acréscimo recente. Não vi outra virtude nos argentinos afora a força e a dedicação ao jogo. Meu palpite, ainda que qualquer empate com gols favoreça o Newll´s, aponta vaga para o Emelec. O que nada significa, pois também os clubes médios da terra de Diego Maradona surpreendem quando se encontram longe de casa. E observei pouco. Neste caso, não expresso aos leitores mais do que uma impressão.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB