Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Cruzeiro 1 x 1 Real Potosí

28 de jan de 2010

A escalação do Cruzeiro foi Fábio, Elicarlos, Gil, Leo Silva, Diego Renan, Henrique, M. Paraná, Pedro Ken, Gilberto, Kleber e W. Paulista. Quando vi a telinha anunciar a escalação fiquei um pouco alerta pela ausência de Jonathan. O problema não é ele não jogar é o medo de ter sido precocemente vendido. Mas fomos ao jogo e eu procurando na arquibancada o rosto dos brasileiros Lívia (minha irmã) e Élder (seu amigo porcino que foi matar a saudade de uma Libertadores, ah e do Kléber).

Comecei a assistir o jogo com um pouco de saudades do Wagner nas cobranças de escanteio, mas logo passou. E pelo visto eu tinha errado nas minhas previsões, o Cruzeiro começou aproveitando bem as bolas que recebia e marcou o primeiro gol abanando o mal-olhado pra lá.
Depois do gol o jogo ficou bastante truncado com os dois times praticamente no meio-campo, num bate-rebate digno de terceira divisão. O que era meu medo, talvez o único medo. No meio desta catimbada teve até um gol totalmente impedido (e anulado) do Real Potosí.
Num lance desnecessário Gilberto foi expulso. Depois da expulsão o Cruzeiro ainda conseguiu manter-se jogando, sem recuar. Mas se o mesmo estava mandando na partida passou à condição de “igual pra igual”, com muitos erros de passe e tombos no gramado escorregadio.
O juiz começou a distribuir os cartões amarelos, quando o Potosí inteirou 3 ele simplesmente passou a economizar e muito os cartões. Pelo menos uns 2 amarelados eram pra ter sido expulsos pelo segundo cartão. Um por chutar à gol depois do apito de impedimento, outro por uma falta mesmo. E foram várias as faltas que deviam ser coroadas com um cartão.
Fomos para o intervalo com 1 x 0 graças à péssima pontaria dos hermanos bolivianos. Até porque nosso goleiro não chegou a mostrar serviço leiloando o gol em alguns lances, um inclusive que chegou no travessão. Os destaques eram Henrique (por participar de muitas jogadas), Kleber (pelo excesso de reclamações) e Paulista (pelo gol).

O segundo tempo continuou do mesmo jeito, muitas faltas do Real Potosí, nenhuma expulsão do outro lado (apesar de merecida). O Cruzeiro tornou-se mais recuado e a entrada de Jonathan não manteve o time – como deveria. Quando T. Ribeiro entrou buscando velocidade pensei que para que ele não ficasse isolado lá na frente Guerron fosse entrar no lugar de Pedro Ken, mas quem entrou foi Fabinho, ajudando mais ainda no recuo que sufocava o Cruzeiro e implorava por um gol.
Aos 43 minutos finalmente o péssimo time andino marcou seu gol deixando a decisão para o Mineirão. Foi dramático e tenso os minutos finais, enquanto mais aumentavam os segundos mais o R. Potosí atacava. Mas tudo terminou bem 1 x 1.
Sim, terminou bem porque o Cruzeiro não jogou o que podia, pela ausência de um jogador, pela escassez de pulso do árbitro, pelos erros inúmeros de um dos bandeiras e pelo frio na barriga que a mídia tava tentando provocar. Ah, e foi merecido o empate o Cruzeiro foi melhor no primeiro tempo e o Real Potosí melhor no segundo. Mas meus 3 x 1...ficam pro Mineirão, aliás aqui serão 3 x 0.


imagem retirada do Site Oficial do Cruzeiro

Ah, e ao fim do jogo descobri que a dupla que procurei nas arquibancadas não esteve por lá.
Ainda não saíram as fotos da partida então fico devendo.

2 comentários:

Blu disse...

Tive que abrir esse post só pra ampliar essa imagem. QUE FOTOMONTAGEM LINDA! Me emocionei! Sério mesmo! hahah

Vamo, Cruzeiro!

28 de janeiro de 2010 23:19
Lílian Alcântara disse...

era a página inicial do Site Oficial do Cruzeiro... sempre colocam montagens lindas... tinha uma de quando passamos o Gremio na LA do ano passado "belo horizonte amanheceu diferente esta manhã" que eu chegava até a arrepiar

29 de janeiro de 2010 00:15

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB