Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Valeu Dudu

14 de jun de 2009

Primeiramente, gostaria de pedir desculpas pelos momentos ausentes do blog e não escrevendo sobre a boa fase que se encontra o Atlético. Mas, antes disso, gostaria de falar sobre um torcedor que tanto tempo nos representou na TV.



Roqueiro, apresentador, radialista, atleticano, apaixonado, artilheiro (tentativas), são muitas as definições para Luiz Eduardo Schechtel, o Dudu, um jovem de 39 anos que está sempre com um sorriso espontâneo no rosto e um carisma que alcança a todos que o rodeia.

Dudu esteve fora um tempo, quando um Rei assumiu seu trono na bancada. De volta ao cenário musical e à TV, ainda ficava uma saudade nos fãs que gostavam de vê-lo como defensor apaixonado do Clube Atlético Mineiro.E ele voltou! Me lembro bem da sua primeira frase quanto retornou - "O bom filho, a casa traz de volta." - na verdade "a casa", representava o pedido de milhares de fãs. Ele não podia simplesmente deixar à todos que o adotaram como o alvinegro do grito: "Galo doido!"O grito que passou a sair da boca dos atleticanos em momentos de alegria e também frustração, afinal a massa se viu sendo representada por um atleticano apaixonado que chorava quando via que a camisa do seu time não era respeitada em campo pelos que a vestiam.

Ele, que procurava seus parentes de origem no Paraná, teve a torcida de todos para que o encontro acontecesse, e torcemos tanto, que nos emocionamos junto com Dudu quando ele encontrou seu pai em uma cena que, pelo menos para esse que vos escreve, ficou na memória.Um momento onde ele derramou lágrimas sinceras, lágrimas guardadas por muito tempo, lágrimas de alívio, alegres, de quem só é muito homem pode chorar.Família nunca foi uma palavra a mais para Dudu, com sua filha, esposa, suas duas mães, demais familiares e todo seu público, que de tanto ter sua compania no horário de almoço, o considera "de casa".

E assim que ele se tornou de casa, é alguém que vamos torcer por ele enquanto nos representar; e torceremos também se um dia for um a mais na calçada, um a mais na arquibancada.Ele é jovem, é alegre, é chorão, um moleque sério, é apaixonado, ele é louco. É! Ele é doido.... ele é GALO DOIDO!

1 comentários:

lilian_alcantara92 disse...

o programa perdeu a graça sem o Bauxita e o Dudu. Teve um cara da comunidade do Cruzeiro que mandou um e-mail muito bom pro programa. Enfim, tudo que é bom serve só pra deixar saudades.

18 de junho de 2009 16:41

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB