Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Barça X Santos dos anos 60: Uma comparação pertinente?

20 de dez de 2011

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Pois o Santos acabou sucumbindo à imensa categoria do Barcelona, de maneira mais fácil do que se imaginava. Em meu prognóstico, achei que o Peixe faria frente, mas não conseguiu este objetivo em quase nenhum momento da partida. Uma pergunta para começo de conversa: qual o esquema deste Barça? 3-6-1? 4-3-3? 3-4-3? Quando nenhum jogador guarda posição, os laterais aparecem toda hora na frente para concluir e dar assistência, a posse de bola ultrapassa 70% e os gols nascem todos do trabalho coletivo, na melhor tradição da escola holandesa, é muito difícil definir, e principalmente elaborar a estratégia para conter tal adversário.

Muricy Ramalho não encontrou a formação mais apropriada. A tática com três zagueiros, sendo dois deles os veteranos Edu Dracena e Durval, se revelou cedo um desastre. O meio-de-campo foi dominado de modo absoluto pelos espanhóis. 8X2 - considerando que os brasileiros também desperdiçaram uma que outra oportunidade - não seria um placar absurdo. E o que ouvi ontem de um companheiro da vida política do Internacional faz pensar: "Coletivamente, este Barcelona, com suas variações, a velocidade de raciocínio de atletas como Xavi (Observação Minha: Muita categoria a dominada de calcanhar no lance do primeiro tento), Iniesta e Messi, supera o Santos de Pelé. Naquela época, o futebol era essencialmente um confronto de individualidades. Quem tinha mais talento e habilidade ganhava. Hoje, o esporte tem diversas valências." Heresia?

Os catalães lembram o Ajax de 1971-74 (os compactos das grandes jornadas do "esquadrão" de Cruyff e Cia. são facilmente encontrados no youtube....), com a diferença de que, graças à média superior de altura, os holandeses utilizavam mais vezes a bola alta. Não é por acaso. Sabe-se que a política do novo Campeão Mundial para formar futebolistas na categoria de base vem dos Países Baixos. Para chegar às maiores glórias, este Barça precisou disputar mais duelos, na comparação com o Santos do "Rei". O Peixe em 1962, somando a Taça Libertadores da América e o Mundial/Intercontinental com o Benfica: 8 vitórias, dois empates e uma única derrota. Em 1963, adicionando o embate com o Milan ao torneio continental: cinco vitórias, um escore registrando equilíbrio e uma derrota. O Barcelona na copa europeia de 2008-09, agregando-se a competição organizada pela FIFA: 9 vitórias, sendo uma na prorrogação, cinco empates e uma derrota. Em 2010-11, na Europa e no Japão: 11 triunfos, três resultados de igualdade e um revés.

Eis que no meio dos dados surge um aspecto a ponderar. O Estudiantes de Verón, há dois anos, sustentou um enfrentamento digno contra um conjunto que não estava no auge do entrosamento, só perdendo o Torneio Mundial na Prorrogação. Os números acima servem para a reflexão sem preconceitos. Pessoalmente, não tenho dúvidas de que, incluindo tudo que vi presencialmente ou por imagens de cinema e televisão, colocaria o atual Barça entre as cinco melhores equipes, de clubes, em todos os tempos. Faço a ressalva de que, ao longo dos mais de 35 anos em que acompanho futebol, nunca me liguei pra valer nos campeonatos europeus.

Para as agremiações brasileiras, pelo fator econômico, se tornou um imenso desafio padronizar a preparação de times que tratem bem a esfera, que coloquem o invidualismo a serviço do coletivo. Quando meninos de 12 ou 13 anos, talentosos, já aparecem com empresários, e sonhando com o Velho Continente, fica difícil imaginar que possamos assistir novamente a algo como o Colorado Bi-Campeão Nacional na década de 70 ou o Flamengo multivencedor de 1980-82.

- X -

A equivocada atitude da CBF, misturando mal competições nacionais passadas com as atuais no ranking da entidade, e a divulgação de outras classificações desse tipo sempre propiciam debate sobre o assunto. Nas próximas postagens, pretendo escrever algumas considerações acerca da questão e revelar um estudo.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB