Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O Colorado melhor, Júlio Camargo no Grêmio e a Seleção Brasileira

4 de jul de 2011

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

O Internacional melhorou nos dois últimos jogos, confirmando o progresso contra o Atlético Mineiro. Sem dúvida, o Colorado conseguiu uma dinâmica importante com Oscar e D´Alessandro como articuladores no meio-de-campo, e a vantagem foi obtida contra o Galo pela categoria do conjunto como um todo. O segundo gol foi uma verdadeira obra-prima, sob o prisma coletivo, com a bola de pé em pé. Quem diria que no confronto entre Falcão e o badalado Dorival Jr. o time autor de um tento com esta característica seria orientado pelo primeiro, e não pelo segundo?

A vantagem elástica dos 4X0, por outro lado, teve diretamente a ver com o nervosismo, a tensão reinante no Galo. O Inter, claro, não tem nada a ver com isso, e aproveitou as oportunidades, no segundo tempo, como deveria. Uma pena a absurda ida do menino que brigou com o São Paulo para a Seleção Sub-20! A ausência dele será sentida contra o Furacão, assim como a de D´Alessandro, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Já o desfalque de Paulo César Tinga, machucado, acredito que não será tão problemático, com a volta de Mário Bolatti, recuperado fisicamente.

A saída do auxiliar Júlio Camargo para assumir o Grêmio como técnico, por outro lado, representa um enorme desafio para o competente estudioso do futebol. Ele pensou na dimensão profissional, especialmente a questão financeira e no avanço na carreira em um clube de ponta. Ninguém pode condená-lo por este aspecto, mas que as relações institucionais entre o tricolor e o Colorado não ficarão iguais, ah, não ficarão. Abriu-se um precedente perigoso. E se Julinho fracassa, não fechará as portas nos dois clubes?

Para não esquecer da Seleção Brasileira, o Escrete contra a Venezuela protagonizou na segunda etapa, com todo o respeito, à nação comandada por Hugo Chavez, um dos maiores fracassos de sua História. Uma partida que provocou sono, e na qual nada pensado por Mano Menezes funcionou. Para melhorar na Copa América, talvez, a entrada de Lucas, futuro craque do tricolor paulista, no lugar de Robinho, dê maior consistência à articulação, fazendo crescer o poder ofensivo. A amostra inicial no torneio realmente assustou, inclusive, pela surpreendente falta de um trabalho coletivo minimamente apreciável, em se tratando do ex-estrategista da base do Inter, e campeão por Grêmio e Corinthians.

Finalizando, o movimento Convergência Colorada promove nesta segunda-feira importante palestra com Cláudio Duarte, ex-jogador, treinador e coordenador técnico do Internacional, no Edel Trade Center, em Porto Alegre. O assunto é atualíssimo: como organizar um Departamento de Futebol em um grande clube, delimitando funções entre os dirigentes e os profissionais. Mais informações no site www.convergenciacolorada.com.br .

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB