Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

A final que antevi e Celso Juarez Roth

7 de jul de 2010

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Pois depois de algum tempo ausente, volto a ocupar espaço deste blog, após as definições dos finalistas da Copa 2010 na África do Sul. Um torneio que cresceu, à medida que começou assustando, pela baixa média de gols. Houve jogos muito bons, principalmente, a partir das quartas de final. E em um dos tradicionais "palpitões" participei e acertei os finalistas. Não por considerar Espanha, ou Holanda, grandes times, mas por saber de algumas de suas potencialidades. Afinal, já fazia 52 anos que não surgia uma campeã do planeta em um continente que não o seu!

No caso dos Países Baixos, vale destacar a frieza, o repertório de jogadas e a tradição. A Holanda chuta de fora da área, manda bolas na área com precisão e tem dois grandes atletas, não mais do que isso. Sneijder e Rooben podem dar o título à nação que revelou para o futebol o falastrão Kruyff, Neeskens e o treinador Rinus Michels.

Já a "Fúria" Espanhola, que curiosamente venceu todos os jogos nas fases mata-mata marcando somente um gol, apresenta um meio-de-campo que toca a bola de modo único no mundo, mas não consegue um aproveitamento tão significativo nas conclusões. Acredito mais na preservação da invencibilidade de mais de 20 partidas do conjunto laranja, que tão bem aproveitou o nervosismo do Brasil nas quartas de final. Aliás, não teríamos visto ali um reflexo do comportamento do comandante do "Escrete Canarinho"?

Confesso a vocês que pouco me interessa quem treinará a mais tradicional seleção sul-americana nos próximos anos. Agora, gostei da escolha do técnico do Internacional, não obstante o constrangimento configurado junto ao Vasco da Gama. Celso Juarez Roth possui a ambição da grande conquista que falta na carreira! E acima de tudo, segundo informações do staff de profissionais do Beira-Rio, é um estrategista meticuloso, detalhista e sério.

Inegavelmente, as equipes por onde ele passa mostram boa organização tática. Se contar realmente com Paulo Tinga e Rafael Sóbis - a antecipação da "janela de inscrições" não tem nenhum motivo para não ocorrer, e beneficiaria, em tese, todos os clubes, não apenas o Inter -, qualquer esquema que adotar no Colorado, 4-5-1, (finalmente testado!) ou 4-4-2, tende a funcionar. Contra o Penharol, em amistoso no último domingo, faltou somente o gol. A equipe trabalhou bem a bola, principalmente, pelo lado esquerdo. Enfim, cada vez mais as atenções se voltarão para a Taça Libertadores da América e o Campeonato Brasileiro. Vencer o São Paulo na primeira partida das semifinais do torneio continental é imprescindível!

Esta postagem já estava pronta, quando foi noticiado lamentável incidente no jogo-treino (que acabou sem gols....) do Internacional contra o Cerâmica, da segundona gaúcha, envolvendo D´Alessandro, que quase brigou com o lateral esquerdo da equipe adversária, em virtude de uma seqüência de faltas. O meio-campista argentino, cuja relação custo-benefício para o Time é discutidíssima, precisa ser orientado de modo especial por Celso Roth para não complicar as coisas contra o tricolor paulista.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB