Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O empate e a "Hipótese Felipão"

8 de jun de 2010

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Acerca do empate contra o Palmeiras, que deixou o Internacional em má posição na tabela do Campeonato Brasileiro (mas que poderia ser pior.....caso estivesse na zona do rebaixamento), pouco resta a dizer. O Colorado não jogou mal, criando várias oportunidades, e melhorou no segundo tempo, quando Taison e Walter compuseram a dupla de ataque. Agora, é se preparar muito bem para as semifinais da Taça Libertadores e não desfalcar completamente a equipe na mais importante competição nacional do país. O décimo-sexto lugar não permite tal atitude.

E nesta terça-feira, quando todos cá no Rio Grande esperavam a confirmação de Adílson Batista como treinador, após suposta reunião com o vice-presidente de futebol, Fernando Carvalho, em São Paulo......o acerto parece ter retrocedido. O motivo fundamental certamente passa pela enorme rejeição que o ex-técnico do Cruzeiro enfrenta. Pessoalmente, vejo como muito bom o trabalho realizado na Raposa pelo ex-grande zagueiro gremista. Entretanto, as declarações que confirmariam "secação" do Inter em 2006 mostrariam um comportamento inadequado para um profissional, que, quatro anos depois....poderia estar no maior rival do clube onde se tornou o "Capitão América". Neste aspecto, concordo com a maioria dos torcedores.

Pois eis senão quando que um dos narradores da Rádio Gaúcha afirmou categoricamente que Felipão não está prestes a ser anunciado pelo Flamengo, mas pelo Internacional! Inclusive, com data definida: 15 de junho, em meio à Copa do Mundo. E agora? Já escrevi que Luiz Felipe Scolari foi realmente o primeiro nome pensado e tentado. É cogitar, especular, pouca coisa além disso. Detalhe: este mesmo integrante da crônica esportiva antecipou a procura por Jorge Fossati, no começo da temporada.

1) O Inter pode ter recuado estrategicamente, no sentido de tentar negociar valores um pouco mais dentro da realidade do Clube, inferiores ao milhão e pouco de reais que custaria a comissão técnica comandada pelo estrategista. Ou a direção concluiu que valeria arriscar.

2) A esposa de Felipão, dona Olga, sabidamente, é colorada. Trabalhou para convencer o marido da validade da experiência? Provavelmente, sim, se a hipótese se confirmar.

3) A avaliação do desempenho do interino Enderson Moreira constitui outro fator a levar em conta. Se há condições dele orientar o grupo na intertemporada, predominaria no staff alvirubro a convicção de que dá para esperar até depois do torneio na África (Scolari comentará os jogos para uma emissora televisiva de lá....) para o multicampeão assumir o cargo.

A maneira como Luiz Felipe organizou e liderou o Brasil em 2002 o deixou "acima do bem e do mal" para os torcedores gaúchos. Se Adílson Batista sofre uma repulsa quase total, ele no mínimo divide os colorados. Nos próximos dias, se não surgir outro nome (Geninho não está descartado, segundo outras fontes), a "Hipótese Felipão" vai adquirir uma força definitiva. Para angústia e desespero de boa parte dos fãs tricolores gaúchos.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB