Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Um Adeus (De Um Trauma E) Para Alguém Que Nunca Veio

6 de mai de 2010

Pode alguém ficar triste por o seu time ter vencido jogando bem e outra pessoa ficar feliz por o seu time ter perdido e não ter jogado tão bem assim? Pode, graças ao regulamento que o Flamengo usou muito bem nessa quarta-feira no Pacaembu, com o resultado de 1x0 no Maracanã o rubro-negro poderia perder por um gol de diferença.

Mas o problema que dessa vez não teve chuva e muito menos campo pesado e o time paulista precisava fazer o resultado, foi então que começou o massacre corintiano que pressionou o primeiro tempo inteiro. Com tanta pressão o Corinthians chegou ao gol depois do desvio do zagueiro David que depois do gol pareceu estar perdido em campo e que poderia prejudicar o time.

Depois do gol sofrido o Flamengo desordenadamente tentou avançar, mas com Vinicius Pacheco tentado primeiro se achar na partida não conseguiu fazer muito a sua função de distribuir a bola e em uma bola espirrada aqui e ali o rubro-negro conseguiu uma boa jogada, que resultou na trombada do Adriano com o Felipe que resultou no contra-ataque que resultou no gol dele de cabeça, do camisa 9.

No intervalo do jogo confesso que fiquei assustado, velhas lembranças voltaram a me assombrar, um velho Defensor e um juiz nada neutro e um América quase morto que ressurgiu meio que inexplicavelmente. Quando vejo que na volta do intervalo o treinador (e agora com moral pra ser efetivado) colocou o Kléberson (um jogador que eu sempre confiei) no lugar do Vinicius Pacheco que não tava fazendo nada.

E nem precisei sofrer tanto como no primeiro tempo, o time se arrumou rapidamente se propôs a marcar e fechar os espaços do time adversário e logo aos 5 minutos o Kléberson achou Vagner Love que em um toque sutil de esquerda marcou o gol da “vitória” flamenguista. A partir daí foi só sofrimento, digo isso porque nunca fui de morder o meu dedo (já que não como unha), de socar o meu colchão e essas coisas, mas deu tudo certo passamos de fase.

Hoje só uma torcida esta feliz, a torcida que poderia ser também a do camisa 9 sei que esse assunto já esta encerrado e totalmente desgastado em uma historia onde cada um coloca a culpa no outro, mas essa era a despedida que eu esperava, certo que hoje ele fez um gol acho que fiquei mais sentido com o gol que o Athirson fez no Flamengo.

Um dia eu fiquei alegre que ele um dia pudesse defender o Flamengo , hoje eu to feliz por ele nunca ter vindo, que fique com o time onde nunca quis jogar e defenda a torcida que nunca quis que fosse a sua e pode ficar com esse gol feito em nós, pois essa vai ser a única lembrança do Flamengo.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB