Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Que venha o Peixe

20 de mai de 2010


Trinta e cinco mil vibrantes torcedores e onze jogadores de um lado. Onze jogadores do outro. Muita covardia. O Barradão, mais uma vez, fez a diferença: 4x0 para o Vitória e final histórica contra o Santos, mesmo com o time mais limitado e barato dos últimos tempos.

O resultado não diz o que foi o jogo, mas representa o sentimento da torcida ao final da partida. O jogo foi tenso durante noventa minutos. O Vitória "achou" dois gols no primeiro tempo e passou muito sufoco durante o segundo, quando esteve muito perto da eliminação diante do bom time do Atlético Goianiense.

Aos 45 da etapa final, contudo, em bom contra-ataque, Neto Berola driblou o adiantado ex-goleiro do bahia e tocou para Júnior marcar o terceiro gol e selar a classificação. Dizem as más (e boas) línguas que a greve da polícia na Bahia foi decisiva para que o Diabo Loiro reencontrasse o seu futebol: fez dois gols e sofreu o pênalti que originou o quarto do Vitória.

Aliás, o quarto gol foi recheado de polêmicas. Ontem, a FIFA definiu que a partir de primeiro de junho, não vale mais a "paradona" nas cobranças de pênaltis, que deve ser punida com cartão amarelo. Só que o apressado Heber Roberto Lopes resolveu antecipar a vigência da nova regra, tirando o aniversariante 'El Paredón' Viáfara da final contra o Santos, após a primeira cobrança de pênalti.

Mesmo assim, o goleiro do Vitória conseguiu, em dois minutos, fazer o que o time inteiro do Palmeiras não conseguiu fazer nas quartas de final: dois gols de pênalti em cima do goleiro Márcio.

A emoção de chegar, depois de dezessete anos, a uma final de uma competição nacional, é indescritível. A torcida sente que foi decisiva para a classificação de um time tecnicamente limitado, mas rico em raça e amor à camisa. Pena que o próximo adversário, mais uma vez, seja um supertime, com estrelas de nível internacional, como foi o Palmeiras de 93.

Resta a nós, torcedores, torcer para um improvável resultado e, agora, comemorar bastante essa classificação. Pelo menos teremos até julho para curtir o status de finalista e isso já me deixa muito feliz.

Que venham os meninos da Vila!

Avante, Leão!!!

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB