Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Há dois Grêmios dentro do Grêmio.

25 de abr de 2010

Sim, há dois Grêmios dentro do Grêmio. Um dos times é bom, entrosado, sabe o valor da sua torcida e à frente dela vence todas, um time com pinta de campeão. Mas há outro time, que por mais que melhore, sempre falta algo, sempre tem alguma dúvida e por mais que tentem vencer, as vitórias são custosas e não levam a torcida à acreditar em um time campeão.


Um Grêmio tem a muralha Victor, que faz milagres sempre que é posto a prova, na zaga contra com Mário Fernandes que é uma promessa viva sempre encantando e Rodrigo que não tem medo da responsabilidade e organiza o time. Conta com Rochemback que sabe fazer belos gols de falta, tem um meio-campo com o incrível Willian Magrão e os grandes meninos Adílson e Maylson. Além de contar com a grande dupla de ataque Jonas e Borges que é imbatível junta.


Mas dentro do Grêmio, também tem outro Grêmio, que embora Victor faça milagres, a defesa não consegue se ajeitar, um time que é fraco nas laterais e no meio-campo é uma bagunça. Embora tenha grandes nomes e promessas, dificilmente é visto isso em campo. Se Willian Magrão voltou de lesão poucos perceberam, até porque muitos continuam vaiando Rochemback. E o ataque, por mais que Jonas tente fazer gol, ele sempre será o Jonas, aquele que era dez e acerta um.


É assim que o Grêmio está sendo esse ano, são dois Grêmios, dentro de um só. Se de um lado ganhamos a Taça Fernando Carvalho, ficamos vários jogos invictos no Olímpico e tivemos série invicta, de outro lado, perdemos para o singelo Pelotas e fomos desclassificados da Taça Fábio Koff. Além, de o que parecia ser fácil na Copa do Brasil, tornou-se difícil. O que falo sobre o Grêmio foi bem evidenciado nos jogos contra o Avaí. Onde o time alterou momentos de grande futebol e outros momentos de futebol lamentável, tudo isso em uma mesma partida.


Foram dois Grêmios. Sorte a nossa que a equipe boa, que é um dos Grêmios que citei, é a que vem prevalecendo. Foi a que garantiu a classificação para as quartas-de-final da Copa do Brasil e a vaga para a finalíssima do Gaúchão, que só vai ser disputada hoje, porque o outro Grêmio (dentro do Grêmio) deixou a classificação escapar frente o Pelotas. Mas isso não importa, Grêmio que é Grêmio vai contra tudo e todos, e adora mostrar dentro de campo que é melhor que seu rival, ou senão, o título não teria tanto valor.


Daqui a pouco o Grêmio entra em campo contra o Internacional, no Beira-Rio. É um tudo ou nada em busca da conquista do nosso Rio Grande do Sul. Só espero que não haja dois Grêmio dentro do meu Grêmio, como vem acontecendo. Que apenas o Grêmio que tem sina de campeão siga em campo. Um time cheio de grandes jogadores e que tem tudo para ser campeão gaúcho. Basta ao Grêmio ser Grêmio, o clube que nasceu para ser campeão.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB