Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Calamos o Beira-Rio.

25 de abr de 2010

O Grenal 380 prometia ser difícil, o último clássico decisivo aconteceu em 2006, onde o Grêmio foi Campeão Gaúcho após dois empates. Nenhuma das duas equipes passam tranqüilidade a torcida e os resultados decidirão o destino de ambas equipes e seus respectivos técnicos. O primeiro clássico aconteceu hoje no Beira-Rio, pois mesmo sendo o Inter campeão da Taça Fábio Koff, quem teve melhor campanha e decidirá em casa será o Grêmio, vencedor da Taça Fernando Carvalho. A partida foi emocionante e a nossa vitória foi merecida e suada.


A surpresa do Grêmio era o jovem Neuton improvisado na lateral-esquerda. Os dois times se assemelhavam, e ambos se revezavam no domínio do primeiro tempo. O clássico começou com as equipes se estudando, e logo aos 7 minutos a torcida do Grêmio teve um susto, parecia que o fantasma dos Grenais estava de volta, após gol em impedimento de Alecsandro, bem anulado pelo árbitro. Após o susto o Grêmio foi crescendo na partida e só não abriu o placar porque Jonas e Borges desperdiçaram grandes chances. Essa leve vantagem do Grêmio terminou na metade do primeiro tempo, e foi a vez do Inter tomar conta da partida.


Em duelo individual, Walter seguia com vantagem em cima de nosso zagueiro Mário Fernandes. Mesmo com o ataque do rival, o Grêmio não deixou o Inter marcar e Victor precisou fazer grandes defesas, em um dos lances a bola raspou o travessão. Logo depois se principiou uma confusão na área do Grêmio, mas após cartão amarelo para cada lado de Alecsandro e Rodrigo, a discussão ficou nisso. E o primeiro tempo também, com um grande equilíbrio, chances e momentos de domínio para os dois lados, fomos ao intervalo com o placar zerado e ansiosos para a segunda etapa.


O Grêmio voltou para a segunda etapa mais empolgado, parecia até que estava em seus domínios. Neuton, que era a dúvida na torcida, passou a ser unanimidade e Jonas criava grandes oportunidades, o gol só não veio antes porque Abbondanzieri defendeu. No Inter quem atacava era Walter. Mas o futebol que o Tricolor jogava era prenuncio de gol, e o gol logo veio, aos 22 minutos com uma cabeçada certeira de Rodrigo, que fazia seu primeiro gol no Gaúchão e o segundo gol pelo Grêmio. A essas alturas o Grêmio já merecia o gol e o Grêmio mais uma fez calou o estádio da beira do Guaíba.


Com o gol o Inter se atirou ao ataque, coitado, não sabia que estava armando sua própria armadilha. Como se não bastasse apenas um gol, o Grêmio aproveitou a aflição do adversário e no finzinho, aos 42 minutos marcou outro belo gol, novamente de cabeça. A joga iniciou com cobrança de falta de Rochemback e o artilheiro Borges completou para o fundo das redes, fazendo 2 a 0 em pleno Beira-Rio. Com uma boa arbritagem e destaques para o time montado por Silas, como a boa surpresa Neuton, o Grêmio tem a vantagem para a grande final.


Com o placar de 2 a 0, o Grêmio tem vantagem para a grande finalíssima que acontece no próximo domingo no Olímpico, o Grêmio pode até perder por 1 a 0 que garante mais um título no memorial. Porém, sem essa história de já ganhou e salto alto, isso é o que menos precisamos pelos lados da Azenha. Mas antes da grande final do Campeonato Gaúcho, o Grêmio faz seu jogo de ida pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, no Maracanã contra o Fluminense. O jogo acontecerá na próxima quinta-feira, às 21:30. Torcer para que o Tricolor continue jogando o futebol que jogou hoje e fez calar o Beira-Rio.

Foto: FinalSports

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB