Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Meu cachorro em: pacto com o Cruzeiro

4 de mar de 2010

Depois de ser, mais uma vez, considerado o melhor time brasileiro pela IFFHS o Cruzeiro recebeu no Mineirão o Uberaba, até então invicto à 4 partidas. Kléber, W. Paulista e Fabinho foram vetados pelo departamento médico. Então Adilson Batista escalou:

Fábio; Jonathan; T. Heleno e Leonardo Silva; Diego Renan; Henrique, Pedro Ken, M. Paraná e Roger; Eliandro e T. Ribeiro.

Um time um pouco mais ofensivo que o normal de AB, com Roger e Pedro Ken. Gostaria de ver o Fabinho no lugar do M. Paraná, mas sei que: se Fabinho tivesse entrado seria no lugar de Pedro Ken.

1º tempo

O primeiro tempo se resumiu à boas subidas de Roger e Thiago Ribeiro, um pênalti não marcado para o Uberaba e um pênalti batido errado por Roger. Numa das subidas com Roger pegando uma sobra e cruzando para Eliandro saiu o único gol do primeiro tempo. Taticamente o time do Cruzeiro estava bem solto, com Pedro Ken e Henrique aparecendo tanto no ataque quanto na defesa. Me chamou a atenção, também, o comportamento de Leonardo Silva, que cometeu algumas faltas desnecessárias e errou em um lance importante de marcação deixando um jogador passar à sua frente sozinho com a bola, no mesmo lance quase cometeu um pênalti.
O campo molhado por uma chuva, que ocorreu antes da partida, impedia uma melhora na qualidade do jogo. Apesar de ter cometido o erro de não marcar um pênalti para o Uberaba achei o árbitro bem ciente e justo, diferente da maioria dos árbitros que tenho visto na Federação Mineira.

2º tempo

O segundo tempo não começou mais empolgante que o primeiro, o Cruzeiro continuava chegando, mas pouco animava o torcedor. Um gol uberabense foi anulado corretamente, sem polêmica no lance. Dos pés de Roger e Thiago Ribeiro continuaram saindo as principais jogadas de ataque, com Jonathan e Pedro Ken dando assistência em muitas delas.

O Cruzeiro demonstrou seriedade, soube anular o ataque do visitante e impor sua superioridade. Então entrou Bernardo no lugar de Roger na pausa para a expulsão de Dinei (Uberaba), o que sinalizava uma oportunidade pra equipe cinco estrelas ampliar, definindo de vez a partida. Ao invés de empolgarem os jogadores se mostraram mais sonolentos desperdiçando muitas oportunidades. Até que, com muita calma e espaço, aos 20’, Bernardo marcou um gol depois de driblar o goleiro, sem nenhum marcador. Cruzeiro 2 x 0 Uberaba.

Desanimada com o jogo fui buscar meu cachorro no terraço, ele entrou no meu quarto deu duas rodadas cheirando o chão, olhou pra TV: T.Ribeiro estava preparando para cobrar uma falta, tomou distância e – meu cachorro latiu pra tela – GOOOOL! Cruzeiro 3 x 0 Uberaba.

Fiquei olhando pra ele tentando entender a situação. Ele subiu em cima da minha cama abanando o rabo e começou a latir sem parar, até minha mãe entrar no quarto e gritar com ele, enquanto Kieza e Anderson Lessa entravam pra estrear.

Comecei a escrever a resenha do jogo acreditando que ficaria por aquilo mesmo. O cachorro tava possesso, ficou pulando na frente da televisão como se tivesse molas nos pés, cansou, deu uma volta no quarto e decidiu onde deitar. Dois segundos depois de deitar soltou um latido rouco, que de uma forma ou outra, me fez olhar pra TV.

De muito longe, aos 31’, Thiago Ribeiro marcou um lindo gol – no segundo do latido. Cruzeiro 4 x 0 Uberaba. Mantendo a média de 4 gols por partida no Mineiro. Dois minutos depois Anderson Lessa marcou o quinto gol, num lance que o goleiro adversário ficou no chão depois de encontrar de frente com seu zagueiro. Num gesto que eu só tinha visto em 2001 – ano que ganhei meu cachorro – ele abandonou meu quarto e subiu sozinho ao terraço com ar de quem terminou o trabalho.

Daí então nenhum gol. E o Cruzeiro é o novo líder do Campeonato Mineiro.


CRUZEIRO 5 X 0 UBERABA

Motivo: quinta rodada do Campeonato Mineiro
Data: 03/03/2010 (quarta-feira)
Local: estádio Mineirão, em Belo Horizonte - MG
Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)
Público: 2.415 pagantes
Renda: R$ 29.312,50
Gols: Eliandro, aos 22 min do primeiro tempo; Bernardo, aos 22 min, Thiago Ribeiro, aos 24 min e aos 31 min, e Anderson Lessa, aos 33 min do segundo tempo

Cruzeiro
Fábio; Jonathan, Thiago Heleno e Diego Renan; Henrique, Marquinhos Paraná, Pedro Ken (Anderson Lessa) e Roger (Bernardo); Thiago Ribeiro e Eliandro (Kieza)
Técnico: Adilson Batista

Uberaba
Fernando; Ivonaldo, Rodrigão, Rogério e Fabiano; Balduíno, Valtinho (Danilo), Gustavo e Rafael Ipuã (Thiago Marin); Douglas e Dinei
Técnico: Marcos Birigui

Cartões amarelos: Leonardo Silva, Diego Renan e Henrique (Cruzeiro); Valtinho e Douglas (Uberaba)
Cartão vermelho: Dinei (Uberaba)

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB