Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Vitória com sabor de Domingo

27 de fev de 2010

O Cruzeiro entrou com um time bem diferente do que eu previa, acreditei em um time misto, mantendo a tática do time titular. Mas foi um time reserva com esquema de time do interior. Três zagueiros (e o desentrosamento) foi o motivo pelo qual o jogo colocou muita gente pra dormir. Também tinha o péssimo gramado, pra dar um empurrãozinho na lentidão do jogo. O primeiro tempo seguiu repleto de más apitadas, novidade. Chegamos algumas vezes no ataque e fomos desarmados. Roger destacou em cobranças de falta, quem sabe chegou nosso batedor de falta? Depois de tantos anos? O Ituiutaba também tinha dificuldades de chegar ao ataque, até porque eram 3 zagueiros, se chegasse fácil...
Aos 31' teve um gol anulado, lance polêmico.

O segundo tempo foi um pouco melhor, entrou Kieza e saiu Eliandro. Mas as coisas começaram a fluir depois que o esquema de 3 zagueiros foi quebrado com a saída de Caçapa e a entrada do volante Henrique. Henrique entrou procurando o jogo, e ajudou o Cruzeiro a buscar mais o ataque e pressionar o fraco time do Ituiutaba. Quando o Jerônimo fez o post "Não existe mais time bobo" ele certamente não se referia ao Ituiutaba, o time da ponta de baixo da tabela do Mineiro devia ter explorado as diversas falhas do Cruzeiro e conquistado sua primeira vitória, mas preferiram garantir a vaga na 2ª divisão do Mineiro.
Goste do Roger, principalmente no segundo tempo, Kieza também agradou um pouco, apesar de sumir. Mas é difícil falar se o jogador é realmente bom ou realmente reserva num jogo com time misto, desfalcado, desentrosado na Fazendinha do Ituiutaba, é bem complicado analisar alguma coisa. Adilson pediu por um vaio da torcida colocando Camilo no time, ele era o típico jogador errado na hora certa. Eu não esperava que saísse o Roger mas sim o W.Paulista que eu tinha ouvido o nome uma ou duas vezes desde o início do jogo.
Aquela agonia de fim de tarde ia batendo nos torcedores que agonizavam por um gol. Nada pior que assistir 90 minutos de jogo e tudo terminar em um 0x0. O questionado (e questionável) Camilo entrou com vontade, quase marcou um gol depois sumiu.
O time reserva do Cruzeiro não é bom, mas a forma como o Adilson o escalou fez com que ele ofuscasse mais. Só não perdemos porque não jogavamos com ninguém. Apoio o Adison em muitas escalações que outras pessoas preferem ver como erradas, mas é que hoje ele foi o vilão da história pra mim. Se tivesse perdido com um time não-defensivo, estaria melhor no meu conceito. Até o fim do jogo variaram alguns lances que poderiam ser convetidos em gol, um deles finalmente foi convertido, não chegou a me empolgar, era um gol obrigatório. Foi uma vitória com sabor de derrota, ou melhor com sabor de Domingo. Sabor de fim de tarde tediosa de Domingo.

Jogadores

Raphael fez boas defesas, principalmente no primeiro tempo. Roger e Bernardo só acordaram no segundo tempo foram mais ou menos, mas não os culpo. W. Paulista me surpreendeu não aparecendo no jogo. Caçapa tá fora do próximo jogo, Gil tomou mais um amarelo. Kieza mostrou ser um bom reserva. Henrique jogou tão bem quanto joga no time titular. O resto nem opinião consegui formar.
Quanto ao Fabinho, merece uma vaga na confusa zaga, apesar de ser um volante. Fez bem seu papel como zagueiro quando precisamos, eu daria um crédito à ele se fosse treinadora.

Agora é esperar Democrata e Ipatinga jogarem pra decidirem se já vão entregar nossa cadeira cativa ou se querem esquentar lá pra gente. 

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB