Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Momento certo...

11 de fev de 2010


Atuação pífia. É essa a frase que resume o que foi o jogo de hoje. Mais uma decepção esse ano, e olha que ainda estamos em fevereiro. O time do Botafogo conseguiu levantar a moral de um time que é o lanterna do campeonato paraense. Lastimável mesmo, mas vamos ao jogo.
Casa cheia para comemorar o jogo contra um grande clube do futebol brasileiro e mundial. Mas a partida começou muito nervosa, para os dois lados. No primeiro tempo, ficamos contando com a movimentação do Lúcio Flávio, já que Herrera estava muito bem marcado e a bola não chegava em Abreu.
Mesmo assim, o time desperdiçou algumas boas chances. Mas era claro e óbvio o domínio do time paraense. Com a marcação funcionando muito bem, sobrou ao ataque comprovar o que todo mundo já sabe, a defesa do Botafogo não é nem de longe sólida e, portanto, confiável. O lance mais comentado da primeira etapa porém foi o desentendimento claro de Herrera e Evair, tendo cada um levado um cartão amarelo. O juíz não deu nenhum minuto a mais no primeiro tempo. Um 0 x 0 com gosto de alívio no primeiro tempo para o Botafogo.
Quem achou que o time voltaria mais ligado e modificado se enganou. Para não falar que não houve modificações, Somália entrou no lugar do inoperante Eduardo, que eu nem tinha ouvido falar no nome dele até ser substituído. Mas o São Raimundo continuava mais perigoso, principalmente nos contra-ataques.
Porém dois lances me chamaram a atenção. Depois de uma bobeira da zaga do São Raimundo, Herrera chuta e o goleiro Labilá fez ótima defesa e o outro foi em um cruzamento na área de Marcelo Cordeiro, Fábio Ferreira erra o gol, que estava sem ninguém. Conclusão? Quem não faz, leva. Minutos depois, Marcelo Pitbull fez uma boa jogada em cima do Fahel e cruzou na medida para Branco marcar o gol da partida. São Raimundo 1 x 0 Botafogo.
Depois do gol sofrido, Joel resolve mecher e colocar o time para frente. Tira Fahel e Alessandro e coloca Caio e Wellington Júnior, respectivamente. Mas nada que pudesse mudar o rumo da partida significativamente. O goleiro Labilá fechou o gol para as boas oportunidades criadas pelo Botafogo no fim e ficou nisso. Primeira derrota sob o comando de Joel Santana, que terá muitos problemas para tentar arrumar o time até quarta-feira que vem.
Jogadores como Fahel, Eduardo e Alessandro voltaram a ter uma atuação horrorosa, o que dificultará e muito a volta da tão sonhada paz entre eles com a torcida. Mas não vou desmerecer o time do São Raimundo. Soube ser competente. Marcou bem e quando saía levava perigo a zaga botafoguense.
Em mais um momento difícil, olhar pelo outro lado da moeda pode ser reconfortante. Se tivessemos goleado hoje, não entraríamos desacreditados contra o Flamengo, logo, os próprios jogadores entrariam despersos. Agora não, entramos totalmente desacreditados contra o "temido" Império do Amor e poderemos surpreender, só que dessa vez para melhor. Campeonato Carioca de 1989 está ai para provar que nada é impossível.
Essa derrota também serviu para comprovar que os times pequenos do Rio estão realmente pequenos. Ganhar deles não pode ser considerado teste satisfatório para nenhum grande clube do futebol brasileiro.
Agora é hora de mais uma vez levantar a cabeça e ir para cima do Flamengo. É como eu costumo dizer, uma vitória em um clássico sempre é bom, em cima da urubuzada é melhor ainda. E de quebra recuperamos nossa moral. Quarta-feira que vem, às 21:50, no Maracanã teremos a nossa semi-final e com casa cheia, porque criticar sempre, afinal queremos o melhor para o Botafogo, mas deixar de acreditar em nossa estrela solitária brilhando? Isso NUNCA!

Saudações alvinegras a todoos ;*

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB