Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

A derrota, seus motivos e novas decisões

14 de set de 2009

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

O Brasileirão deste ano está mostrando realmente arbitragens muito ruins. Ontem, o juiz catarinense não enxergou clara penalidade máxima em Taison, quando o grande jogo entre Internacional e Cruzeiro estava empatado sem gols. Se o conjunto comandado por Adenor Tite largasse na frente mais cedo, tudo poderia tomar outro rumo. Porém, voltemos ao árbitro.

Quase foi traído pelo bandeirinha, que assinalara escanteio no lance em que Magrão foi derrubado dentro da área! O mesmo auxiliar permitiu a Gilberto finalizar para as redes numa jogada em que houve impedimento, no segundo gol. O ótimo meio-campista e ex-lateral se encontrava menos de 30 cms à frente do último defensor colorado. É difícil de ver? Faz parte do jogo? Sim, mas falamos de situações decisivas que acabaram favorecendo a Raposa.

Colocada esta ressalva incontornável, o conjunto mineiro mereceu a vitória. O Inter, mais uma vez, teve muita posse de bola no primeiro tempo, mas obteve apenas a metade de conclusões na comparação com o adversário! Curiosamente, na segunda etapa, quando equilibrou este aspecto, faltou a precisão nas finalizações, algo imprescindível em um embate decisivo. E aí, não importam os desfalques de um lado. Num clássico nacional deste nível, este pecado sempre será fatal, em casa, ou fora. O time de Belo Horizonte marcou melhor, e Guiñazu, cuja dispersão e falta de concentração "contaminou" os companheiros, teve sua pior atuação no Colorado. Evidentemente, não se pode criticar a bravura de um atleta, que com menos de 10 minutos de partida, estava com o calção embarrado. A observação é técnica, pois não se admite que um jogador do nível do "Cholo" pratique aquele pênalti totalmente desnecessário.

Assim, o defeito, já visível contra o Avaí, acabou tendo peso maior na tarde deste domingo. Entretanto, ela já passou. Há novas decisões pela frente. Penso que o São Paulo, cada vez mais, constituirá o fortíssimo concorrente do Internacional na luta pelo título. Afinal, (alô, querida Lilian!) o Cruzeiro precisa mostrar que seu crescimento será insuperável também contra o Palmeiras, no Mineirão. A tabela ainda reserva um encontro com o tricolor do Morumbi em seus domínios. Obviamente, cada duelo antes deste encontro necessita ser encarado como decisão pelo Colorado. A começar, pelo embate contra o Vitória, em Salvador. A preparação tática e psicológica para esta partida deve se realizar da melhor maneira possível nesta semana. Esperemos que não chova. Se a comissão técnica julga fora de cogitação treinamentos com água do tipo que caiu em Porto Alegre na semana passada, nos resta torcer para a ajuda de São Pedro, como dizem os religiosos. A dupla de zaga do Inter, ao menos, ficou com motivos para lamentar tal postura.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB