Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Cruzeiro x Palmeiras e Arbirtagem

24 de set de 2009

Resumão do jogo

No total o time jogou muito bem, mostrou muita garra e disposição até o final. Merecia, pelo menos, o empate, mostrou que está disposto a lutar sim, mas mostrou também que falta alguma coisa ali no último chute. Finalizações erradas e lances defendidos por Marcos definiram o placar à favor do porco.
Outro fator que definiu a derrota da raposa no Mineirão foi o árbitro, que deixou de marcar dois penaltis (pra alguns foram três e até quatro) e inúmeras faltas claras.
Os dois gols foram sofridos em falhas individuais. O primeiro numa falha de Fábio, que mais uma vez se demonstrou fraco em bola parada, o segundo numa falha de Diego Renan que perdeu a bola na intermediária e deixou Vagner Love sozinho pra marcar.

O Kléber era a grande expectativa no clássico, se mostrou disposto a marcar gols mas perdeu um sozinho com o gol, mandando na trave. Saiu entre aplausos e vaias e é bom se recuperar logo pra não sai chutado pela torcida.
Guerrón, mais uma vez entrou em campo e mostrou ser um guerreiro disposto a lutar pelo time, entrou diversas vezes na área chegando a linha e fundo e não tendo pra quem cruzar, faltou um pouco de entrosamento ali. Merece a vaga de titular.

No pós-jogo

Como eu já disse o juiz definiu a partida pro lado que sempre lhe convém - o que está contra o Cruzeiro. E agora a diretoria celeste revoltou, o Perrela escreveu uma carta à torcida relembrando más aparições deste mesmo juiz em jogos contra o Cruzeiro:


"No Campeonato Brasileiro de 2009, na partida entre São Paulo e Cruzeiro, dia 31 de maio, no Morumbi, Evandro Rogério Roman teve sua primeira atuação caótica e reprovável em nossos jogos. No primeiro tempo, validou um gol escandaloso do atacante Washington, depois que o jogador do time paulista puxou pela camisa o volante Henrique. Nesse mesmo jogo, Roman ainda confirmou um gol marcado pelo Dagoberto em posição de impedimento e deixou de punir a perseguição ao atacante Kléber, que sofreu quatorze faltas.

Diante de erros tão estapafúrdios, o presidente da Comissão de Arbitragem, Sérgio Corrêa, reconheceu a lastimável performance do senhor Roman e anunciou o afastamento do mesmo do Campeonato Brasileiro. Mas, pasmem: Evandro Rogério ficou longe dos campos por apenas uma rodada."

E o mesmo árbitro apitou um Grêmio x Cruzeiro:

"E, para a nossa incredulidade, esse senhor voltou a ser lesivo contra o clube mineiro ao expulsar dois de nossos atletas em lances considerados normais no futebol, segundo a imprensa nacional."
E de novo, contra o Palmeiras:
" Desta feita, pelo menos três pênaltis claros deixaram de ser marcados a favor do Cruzeiro. Novamente perdemos um jogo importantíssimo com esse cidadão no apito. De forma capciosa, o senhor Roman já nos tirou nove pontos nessa disputa. Mas, muito mais grave do que seus desacertos é a suspeita que fica no ar em relação à idoneidade dessas pessoas que têm poderes no futebol. "

Não tenho nada a acrescentar. A arbitragem brasileira tem se demonstrado cada vez mais parcial e protagonista dos jogos, espero que isto mude pro futebol voltar a ser futebol e cada vez mais deixar de ser capitalismo - se bem que tem se afundado cada vez mais em ser um grande comércio.




0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB