Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

O clássico ficou devendo

8 de jun de 2009

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Pois Cruzeiro e Internacional ficaram devendo um futebol mais "limpo" no clássico deste domingo à noite, no Mineirão. Penso que o árbitro colaborou decisivamente para isto, não expulsando Bolívar no primeiro tempo (este jogador que fez História no Internacional como ótimo zagueiro na vitoriosa campanha da Copa Libertadores da América 2006 não tem tido o mesmo desempenho como lateral, sua posição de origem, e passou a ser violento às vezes), e Gerson Magrão (em lance com o Xará colorado) na segunda etapa. Quando pôs gente pra fora, agiu certo. O centroavante Cléber (por que este comportamento recorrente, se ele sabe jogar?) empurrou um zagueiro do Inter, antes de levar o chute de Lauro (não justifica a atitude do goleiro, evidentemente), que até foi bem substituído por Michel Alves. Claro que o prejuízo do Time de Adenor Tite, ao ter que renunciar à referência do centroavante Alecsandro, escolhido para sair, foi grande.

Como também estes rumos podem se configurar em uma partida, para nós, colorados, o que mais conta é o resultado. O empate contra o Cruzeiro no Mineirão no Campeonato Nacional, ao menos quando as coisas ainda não estão na hora mais aguda de decisão, sempre será ótimo. Escrevi antes, e mantenho minha opinião, mesmo que o Internacional até tenha largado na frente. Do lance que envolveu o goleiro Fábio não reclamo, porque, no contexto de benevolência da arbitragem, se tornou compreensível que ele não considerasse falta a chegada na bola do "guarda-metas" cruzeirense. Pela televisão, também não pareceu que o bom centromédio Sandro tivesse derrubado adversários, o que determinaria sua expulsão, em jogadas nas quais o juiz não assinalou infrações.

Creio que se o Inter chegar à oitava rodada com 20 dos 24 pontos possíveis (o que significa vencer os jogos no Gigante da Beira-Rio e empatar com o Mengão no Maracanã.........), o cenário se desenhará de forma muito alvissareira. Será muito bom conservar este excelente aproveitamento, com a consciência, obviamente, de que mais 30 rodadas constituem "muito chão". Tomara que no próximo final de semana um "Misto Quente" entre em campo contra a boa equipe do Vitória, a qual merecia melhor sorte diante do Palmeiras. Paulo César Carpegiani começa bem o trabalho no campeão da "Boa Terra".

Para terminar, escrevi em outra ocasião que não vejo com bons olhos a Copa 2014 no Brasil. Se nove de doze sedes vão investir dinheiro público em estádios de futebol, dadas as necessidades do país, inclusive quanto a carências vividas por ótimos atletas de esporte amador, a relação custo-benefício tende a ser, no mínimo, problemática. Venham quantos turistas vierem. Admito entretanto que a questão é polêmica. Ainda mais em tempos da Seleção Brasileira quebrando tabus contra um grande rival, goleando em um mítico estádio do adversário.

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB