Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

A classificação e o Grande Clássico

4 de jun de 2009

Olá, leitores, torcedores de diferentes times do país.

Pois o Colorado passou raspando pelo adversário também centenário nas semifinais da Copa do Brasil. Está de parabéns o Coritiba. Mobilizou time e torcida para uma atuação muito superior à do Internacional. Mostrou que brevemente evoluirá para posição melhor no Campeonato Brasileiro. Renê Simões, competente treinador, chorou um pouco excessivamente quanto às arbitragens, ignorando por exemplo o pênalti não marcado em D´Alessandro que poderia ter levado o Inter à goleada em Porto Alegre, mas seus méritos apareceram claramente, na forte marcação imposta pelo Coxa e nas jogadas trabalhadas pelas pontas. A equipe de Adenor Bachi Tite tinha todo o direito de priorizar a defesa e a marcação, mas ficou devendo à Nação Alvirubra uma performance bem melhor quando conseguia a posse de bola, escapando, graças a Lauro, de levar mais de um gol. Criou poucas chances o Campeão Mundial do Rio Grande. E somente no segundo tempo.

O Internacional, não obstante as dificuldades do Corínthians contra o Vasco da Gama (prejudicado pela arbitragem pelo que foi possível constatar na televisão, mas em um lance de penalidade máxima difícil de ver.....), precisará melhorar muito diante do "Timão", se quiser conquistar este torneio. Até por isto, gostaria de ver os principais atletas colorados no Brasileirão. Ao menos, todos aqueles em condições. Domingo, por exemplo, assistiremos em Belo Horizonte ao maior clássico do futebol nacional, reunindo clubes de estados diferentes de fora do eixo Rio-São Paulo. Alô, Lilian! Que venha o teu Cruzeiro!

Quantas partidas gigantescas na História! Em 1975, eu, menino, estava lá, no calor de dezembro, testemunhando o "Gol Iluminado" de Figueroa. Era escanteio, mas a arbitragem assinalou falta. E o chileno aproveitou o cruzamento, quase sempre perfeito, de Valdomiro. Depois, os chutes de Nelinho e a extraordinária atuação do Goleiro Manga. O gol perdido por Lula, mandando na trave, depois de mais um passe perfeito do craque Paulo César Carpegiani. O Primeiro Título Nacional do Futebol Gaúcho, com a Vitória de Placar Sublime! Em 1976, pela Televisão, em março, aquele jogo de tirar o fôlego, iniciando a Copa Libertadores da América, espetacularmente vencida pelos mineiros. 5X4 no Mineirão para o vice-campeão nacional, e o zagueiraço Figueroa deve olhar para aquele embate como o de pior atuação de sua trajetória. Em 1979, também em Belo Horizonte, um triunfo crucial do Colorado, na Campanha Invicta, por 3X2, também "nas" Minas Gerais.

No campeonato anterior, 1978, lembro de estar viajando de volta de Santiago, cidade fronteiriça gaúcha, terra de minha mãe, quando vi imagens na televisão de um empate em 1X1 em Belo Horizonte, com ótima atuação de Paulo Roberto Falcão, autor do tento que estabeleceu igualdade no marcador. O atual comentarista da Rede Globo foi apontado pela Revista Placar como mais importante jogador dos primeiros 100 Anos de História do Internacional. E para fechar recordações do confronto com a Raposa, só poderia escolher este grande embate para conhecer o Mineirão. Com um casal de amigos de Belo Horizonte, em 1991, assisti à abertura do Brasileirão da temporada. Infelizmente, não tive sorte. O placar não foi movimentado. Diferentemente daquela ocasião, acredito que haverá gols no próximo final de semana. E já aviso, minha cara Lilian: um empate me contenta!

0 comentários:

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB