Grêmio

Grêmio
Mais uma vitória em busca do tri!

Internacional

Internacional
A semana, a ideia de Roth, o Inter B.

Grêmio

Grêmio
Maylson garante mais uma vitória

Internacional

Internacional
O Inter estará pronto dia 16?

Show de bola no mineirão.

31 de mar de 2010



Mais um jogo da vida, mais uma decisão na Toca 3. O Cruzeiro deveria entrar com o único objetivo de vencer essa partida para ficar com os mesmos 10 pontos do adversário de hoje, o Vélez.

A ansiedade já estava matando, antes do jogo, não só a mim, mas a todos os cruzeirenses e, porque não, todos os apaixonados por futebol. O técnico Adilson Batista relacionou os melhores nomes do plantel e entraram em campo Fábio, Jonathan, Thiago Heleno, Leo Silva, Diego, Fabinho, Henrique, M. Paraná, Gilberto, Kléber e Thiago Ribeiro.

O jogo começou bom pro Cruzeiro, que colocou a bola no pé e por isso sofreu muitas faltas. O time adversário ficou praticamente o primeiro tempo inteiro vendo o time celeste jogar sem mostrar o futebol apresentado em seus últimos jogos na Libertadores.

Aos 32 minutos de jogo, Thiago Ribeiro, que fez um primeiro tempo brilhante, driblou meia zaga e fez um golaço chutando quase de costas. Ai, o Mineirão tremeu... o público presente era muito bom, a casa estava realmente lotada (tanto que quando pensei em comprar meu ingresso, já estava tudo esgotado) e quem compareceu fez um linda festa e cantou o tempo inteiro.

Thiago Heleno sentiu a virilha e pediu para sair aos 35, entrando em seu lugar Gil.

Depois do gol, o time adversário até tentou começar a jogar, mas não conseguiu muita coisa. Antes do término da partida, Gilberto recebeu uma falta quase na grande área e recebeu cartão amarelo por isso, vai entender né! Enfim, o primeiro tempo acabou assim: 1x0.

O segundo tempo começou e Gol! Em uma roubada de bola do Henrique, uma rolada de bola pro Thiago Ribeiro e um toque pro Kléber que fez na raça e na vontade o 2° gol, aos 3 minutos. Logo depois, Gol! Uma dividida do Diego em que a bola sobrou pro Ribeiro tocar para Kléber ampliar o placar da raposa, aos 8 minutos.

A primeira vez que o nosso goleiro Fábio pegou na bola foi aos 14 minutos do segundo tempo, para você ver como o time mineiro mandou o jogo todo.

Aos 24, Fabrício entrou no lugar do Gilberto e em seu primeiro toque na bola tomou cartão amarelo. Mas depois disso jogou muita bola, assim como todos os outros jogadores celestes. Ouvindo gritos de OLÉ, nosso time cinco estrelas embrilhantou o jogo com belos dribles deixando os adversários nervosos até que Somoza tomou vermelho e eles ficaram com um a menos. Aos 31, Thiago Ribeiro saiu aplaudido por toda a torcida e entrou Wellington Paulista, que não pôde mostrar muito pelo pouco tempo que restava.

E assim acabou a vitória que todos nós cruzeirenses gostamos de ver. Uma vitória com raça, com alegria, com belos toques, aquela vitória que engrandece até o torcedor e que nos dá esperanças de um futuro promissor na competição.

É isso, até a próxima. Saudações Celestes.

Foto tirada do site Globo.com.

2 comentários:

Lílian Alcântara disse...

Thiago Heleno, definitivamente, não se encaixa em "melhores nomes do plantel" mas grazádeus contundiu.
Bom, o Cruzeiro que eu esperava desde o início do ano tem aparecido nas duas últimas partidas pela Liberta, vamos ver como prossegue

1 de abril de 2010 00:25
Marcelo Dorneles Coelho disse...

É isso aí, Carol e Lilian! Já tem gente falando cá no sul que o Cruzeiro é o melhor time brasileiro desta Copa Libertadores da América, jogando o futebol que outros times (inclusive um certo Colorado) pensam que jogam! Claro que ainda tem muita competição pela frente. E num eventual confronto entre os grandes clubes brasileiros no torneio, qualquer um pode passar!

2 de abril de 2010 02:03

Postar um comentário

 

2009 ·Gol de Letras by TNB